Notícias » Nigéria

Grupo armado invade escola e ao menos 333 estudantes são sequestrados na Nigéria

Até o presente momento, nenhum grupo assumiu a autoria do crime ocorrido na terça-feira, 8

Giovanna Gomes Publicado em 14/12/2020, às 13h03

Centenas de alunos foram sequestrados
Centenas de alunos foram sequestrados - Divulgação/Youtube

Pelo menos 333 meninos que estudavam em um internato em Kankara, no Estado de Katsina, na Nigéria, foram sequestrados por homens armados na terça-feira, 8. Entre as vítimas estão crianças e adolescentes.

O governador de Katsina, Aminu Masari, declarou que parte dos estudantes conseguiu escapar e estaria escondida em uma floresta próxima ao local. Contudo, não se sabe ao certo se os jovens se esconderam na hora do ataque ou se escaparam dos agressores.

"Neste exato momento, o Exército está enfrentando os bandidos na floresta. Faremos tudo que pudermos para encontrar as crianças sequestradas", explicou Aminu Bello Masari, governador.

O ministro da Defesa, major-general Bashir Salihi-Magash, se encontrou com Masari e disse que militares perseguirão os agressores e resgatarão os estudantes sem nenhum dano colateral. “Temos a inteligência, as informações onde eles estão, seus movimentos e seus métodos de operação”, disse Salihi-Magash.

Até agora, nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo ataque e a escola está situada em uma local distante da zona de operação do Boko Haram. Porém, devido à iminente ameaça, todas as escolas estaduais de Katsina foram obrigadas a fechar depois do episódio.

O analista geopolítico e de segurança da Afripolitika, Ovigwe Eguegu, considera muito provável que os autores do sequestro sejam apenas bandidos, e não integrantes do Boko Haram.

“Esses Estados no noroeste da Nigéria são conhecidos por ter ataques sérios de bandidos, grupos descoordenados… Estes são apenas elementos criminosos operando livremente no noroeste da Nigéria”, afirmou.