Notícias » Estados Unidos

Influencer do Tiktok é acusado de matar mulher e amigo após espioná-los por tablet da filha

Ali Abulaban, que possui quase 1 milhão de seguidores, diz ser inocente

Paola Orlovas, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 26/10/2021, às 15h05

Ali Abulaban durante a audiência na última segunda-feira, 25.
Ali Abulaban durante a audiência na última segunda-feira, 25. - Divulgação /Departamento de Justiça dos EUA

Ali Abulaban, um influenciador digital com quase 1 milhão de seguidores no Tiktok, está sendo acusado de matar sua esposa e um amigo por ciúmes, segundo informou a Justiça dos Estados Unidos na tarde de ontem, 25. 

O influencer, que é acusado pelos promotores de ter cometido o crime e espionado sua esposa por meio do tablet da filha do casal, alegou ser inocente durante o primeiro dia de seu julgamento.

Abulaban é julgado pela corte do condado de San Diego, na Califórnia. Segundo a acusação, o influenciador teria deixado a casa da família três dias antes do crime, a pedido de sua esposa, Ana — com quem havia brigado.

Sem aceitar bem a decisão, Ali teria voltado para a casa um dia antes dos assassinatos. Sozinho no local, ele teria instalado no tablet da filha um aplicativo para ouvir diálogos da mulher.

Os promotores pensam que, após ter ouvido uma voz de um homem no aplicativo, o influenciador foi até o local com uma arma, que usou para disparar tiros na cabeça de seu amigo, Rayburn Cadenas Barron, e de sua mulher. Além disso, a polícia diz que Abulaban foi até o colégio da filha e tentou sequestrá-la.

Ali, que foi parado enquanto estava na estrada com a criança — e com o porte de uma arma de fogo —, disse para as autoridades que teria disparado contra a mulher por achar que ela o teria traído, mas alegou inocência.

Caso seja condenado, o influenciador pode chegar a enfrentar a pena de morte, caso a suspensão temporária da prática imposta pelo Governador do estado da Califórnia acabe.