Notícias » Venezuela

Justiça venezuelana, ligada a Maduro, confisca prédio do principal jornal do país

Vídeo feito pelo jornalista Jorge Makriniotis mostra momento da chegada da polícia. Veja!

Giovanna Gomes, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 15/05/2021, às 11h32

O presidente Nicolás Maduro
O presidente Nicolás Maduro - Getty Images

A Justiça da Venezuela confiscou na última sexta-feira, 14, o prédio em que funciona o principal jornal do país: o Nacional. Conforme informou a Folha, a medida faz parte da sentença por danos morais causados a Diosdado Cabello, um dos nomes mais importantes da política chavista.

A sentença, que ainda conta com uma indenização de 13,4 milhões de dólares ao político, ocorre após o veículo ter realizado uma reportagem sobre a suspeita de Cabello ser ligado ao narcotráfico.

O jornalista Jorge Makriniotis, quem também é gerente-geral do 'O Nacional', publicou um vídeo em sua página no Twitter, no qual registra o momento em que os policiais cumprem a ordem judicial.

"Depois de 78 anos de história, defendendo a liberdade de expressão" diz ele, "o Nacional está sendo invadido e está sendo confiscado. Isso é um ataque contra a democracia", finalizou.

O caso acabou surpreendendo a muitos, uma vez que ocorre pouco depois do governo demonstrar que estava disposto a um diálogo com a oposição. Maduroteria, inclusive, escolhido dois membros não-chavistas para o Conselho Nacional Eleitoral e libertado seis executivos da petrolífera Citgo da prisão, entre outras ações.