Notícias » Mundo

Laboratório Moderna começa a testar vacina contra a AIDS

O novo e promissor imunizante criado pela companhia chegou na fase de testes em humanos

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 19/08/2021, às 16h21

Fotografia meramente ilustrativa de vacina sendo aplicada
Fotografia meramente ilustrativa de vacina sendo aplicada - Divulgação/ Pixabay / whitesession

O laboratório Moderna, que está localizado nos Estados Unidos e foi um dos primeiros a desenvolver um imunizante contra a covid-19, anunciou que começou nesta quinta-feira, 19, a testar em humanos uma outra vacina.

Agora com o propósito de combater o HIV, vírus causador da AIDS

A animadora notícia foi divulgada pelo Instituto Nacional da Saúde. A fase de testagem em que o novo imunizante da Moderna se encontra é a primeira de três que ocorrerão antes que a substância possa ser liberada para o público. 

Um detalhe é que, a princípio, os voluntários que tomarem a nova vacina não serão pessoas que portam o HIV. 

Essa etapa do desenvolvimento, que durará dez meses, tem o objetivo de verificar apenas quão seguro é o produto, e como o corpo reage. O laboratório irá aplicar seu imunizante em 56 pessoas na faixa de idade entre os 18 e 50 anos. 

Uma curiosidade do estudo é que essa possível prevenção contra a AIDS se utiliza dos mesmos processos que a vacina do covid-19 que foi produzida pela Moderna. Ambas as substâncias são baseadas na tecnologia do chamado RNA mensageiro.