Black Friday Amazon 2021
Notícias » Personagem

Lady Gaga: o vestido de carne era um protesto - entenda!

Em 2010, a artista usou uma peça inteira de carne, que carregava um significado importante

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 10/11/2021, às 20h00

Lady Gaga na premiação VMA de 2010
Lady Gaga na premiação VMA de 2010 - Getty Images

Em 2010, a estrela do pop — e agora do jazz e do cinema também — Lady Gaga usou um vestido que marcou sua carreira e confundiu as mentes de muitas pessoas que presenciaram a cena: o seu vestido feito de carne para o VMA’s (MTV Video Music Awards) daquele ano.

Na última segunda-feira, 8, a revista Vogue, em sua versão britânica, lançou um vídeo de quase 20 minutos em que a cantora explica 20 de seus visuais mais icônicos, incluindo o muito discutido vestido de carne.

Uma ideia da maquiadora Val Garland, o visual foi criado pelo estilista Franc Fernandez e tinha a intenção de servir como um protesto à política “Don’t Ask Don’t Tell”, sob a qual militares não podiam ser públicos sobre suas orientações sexuais, que era tópico de muitos debates ao redor dos direitos humanos na época.

No vídeo, Lady Gaga explica o processo de criação do icônico vestido de carne e qual foi seu pensamento por trás da peça original. As informações foram compartilhadas pela revista Rolling Stone.

“Eu pensei comigo se você está disposto a morrer por seu país, o que importa a maneira como você se identifica?”, dissertou a estrela do pop.

Além disso, a artista comentou que foi um produto pensado pela sua equipe, a Haus of Gaga, completa, descobrindo a melhor maneira de fazê-lo funcionar. No fim, criaram o vestido de carne que conhecemos, que era feito de carne real, mas costurada em um espartilho, de forma a ser uma peça de verdade que Gaga pudesse usar.