Notícias » Brasil

Laudo criminológico realizado em 2013 descreve Lázaro Barbosa como agressivo, impulsivo e sem controle

De acordo com documento feito após o homem ter sido preso por roubo e estupro, suas características já indicavam que ele voltaria a cometer crimes

Redação Publicado em 18/06/2021, às 13h18 - Atualizado às 13h20

Lázaro foi registrado em câmera de segurança
Lázaro foi registrado em câmera de segurança - Divulgação/Youtube/SBT Jornalismo

Segundo informações publicadas pelo portal de notícias G1 na semana passada, um laudo criminológico realizado em 2013, após um processo de roubo, porte de arma e estupro, indica que Lázaro Barbosa de Sousa apresenta características perigosas em sua personalidade.

De acordo com o documento, o sujeito possui características como: "agressividade, ausência de mecanismos de controle, dependência emocional, impulsividade, instabilidade emocional, possibilidade de ruptura do equilíbrio, preocupações sexuais e sentimentos de angústia".

O laudo de oito anos atrás já indicava que o homem iria voltar a cometer crimes: “no contexto social e ambiental ao qual pertencia antes de sua reclusão, provavelmente retornará a delinquir", relatou o documento assinado por três profissionais da saúde, como psicólogos e psiquiatras.

O laudo também relata que Lázaro teve o desenvolvimento psicossocial prejudicado em decorrência de seu ambiente familiar, abuso de álcool e outras drogas, situação financeira, entre outros. Em relação aos crimes de 2013, o documento aponta que o sujeito “tinha consciência de suas atitudes".

Há dez dias, Barbosa está sendo procurado pelas autoridades de Goiás e do Distrito Federal, depois de ter matado uma família de quatro pessoas em Ceilândia.

Desde então, as autoridades realizam buscas na região de Goiás, local onde o sujeito está escondido, segundo revelaram investigações. De acordo com a polícia, para continuar foragido, o homem se esconde em áreas rurais. Ele está armado, invade fazendas e faz moradores como reféns.