Notícias » Estados Unidos

Líder de culto estadunidense que pregava falsa cura para covid-19 é encontrada morta

A polícia acredita que a guru tenha morrido em março deste ano, após ingerir o "remédio" que ela mesma defendia

Ingredi Brunato, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 06/05/2021, às 14h00

Fotografia de Amy Carlson no site do culto
Fotografia de Amy Carlson no site do culto - Divulgação/ LoveHasWon.org

Na quinta-feira passada, 29, o cadáver da guru Amy Carlson foi encontrado mumificado pela polícia, em uma casa no estado norte-americano do Colorado. Mais recentemente, sete membros do culto que ela liderava foram presos sob suspeita de envolvimento com o crime. A notícia bizarra foi repercutida pelo UOL. 

O culto liderado por Amy se chama “Love Has Won” (ou, em tradução livre, “O Amor Venceu”) e ficou conhecido por vender prata coloidal como um remédio para tratar da covid-19. A ingestão da substância, todavia, é tóxica ao organismo e os investigadores acreditam que a guru tenha morrido, em março, em decorrência do uso da cura falsa. 

Segundo divulgado pelo canal norte-americano CBS, o corpo da líder estava dentro de um saco de dormir enfeitado com pisca-piscas de Natal. As informações foram dadas pelo oficial que encontrou a cena, que relatou ainda existir “algum tipo de santuário” no cômodo onde a defunta foi deixada. 

De forma ainda mais preocupante, foram encontradas duas crianças de 2 e 13 anos entre os moradores da residência onde estava o corpo de Amy Carlson. Assim, os sete membros detidos do culto foram acusados de abuso de cadáver e de abuso infantil.