Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Reino Unido

Mãe pede reabertura de caso após identificar “serial killer” em foto com filho morto

No mês passado, a enfermeira britânica Lucy Letby foi condenada à prisão perpétua por assassinar sete bebês

Wallacy Ferrari

por Wallacy Ferrari

wferrari@caras.com.br

Publicado em 11/09/2023, às 15h11 - Atualizado em 12/09/2023, às 09h36

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Montagem liga fotografia com registro policial de serial killer - Divulgação / Acervo pessoal / Condado de Cheshire
Montagem liga fotografia com registro policial de serial killer - Divulgação / Acervo pessoal / Condado de Cheshire

Uma mãe alega ter encontrado uma fotografia perturbadora que a mostra ao lado de Lucy Letby, mulher que ficou conhecida como a "serial killer de bebês", durante o batizado de seu filho, e está pedindo a reabertura da investigação sobre a morte da criança.

Lucy Letby foi condenada em agosto por matar sete bebês e tentar assassinar outros seis no Hospital Condessa de Chester, em Cheshire, Inglaterra. Ela se tornou a quarta mulher no Reino Unido a receber uma sentença de prisão perpétua, sem possibilidade de condicional.

Emily Morris, mãe do pequeno Alvin, que faleceu quando Letby estava encarregada de seu cuidado, não aceita o encerramento do caso. Ela alega que descreveu Letby como "estranha" e afirma que suas preocupações em relação ao comportamento da enfermeira foram ignoradas pela administração do hospital.

Eu sei que ela fez algo. [...] Alvin morreu quando Lucy estava cuidando dele. Alvin deveria estar vivo", acrescentou Emily em entrevista à BBC.

Reconhecendo a criminosa

Ainda de acordo com o veículo, Alvin nasceu com distrofia muscular, uma condição que enfraquece progressivamente os músculos, mas estava mostrando progressos surpreendentes em sua saúde. A morte repentina da criança foi um choque para todos que acompanhavam seu progresso. Lucy era responsável pelos cuidados do recém-nascido na noite anterior à sua morte.

Após a descoberta de uma fotografia que considerou "arrepiante", Emily está pleiteando a reabertura da investigação sobre a morte de seu filho. Embora a polícia tenha declarado em 2018 que não havia circunstâncias suspeitas em relação ao óbito de Alvin, a condenação de Lucy por assassinato no mês passado levou Emily a insistir na reexaminação do caso.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!