Notícias » Afeganistão

Menina de 16 anos vinga morte dos pais por membros do Talibã

Ao lado do irmão de 12 anos, a garota matou três radicais antes de ser socorrida por milícia pró-governo

Caio Tortamano Publicado em 21/07/2020, às 15h26

A menina de 16 anos Qamar Gul abriu fogo contra terroristas
A menina de 16 anos Qamar Gul abriu fogo contra terroristas - Divulgação - Twitter

No Afeganistão, uma garota de 16 anos decidiu que iria se vingar da morte de seus pais na província de Ghor depois de um ataque do Talibã. Qamar Gul conseguiu um fuzil e atirou com o objetivo de matar três dos talibãs. As informações são do UOL.

Cerca de 40 dos fundamentalistas invadiram a vila de Gerivah, onde Qamar morava com a família. Então, depois de matar os pais, foram surpreendidos pela garota que, armada com um fuzil de assalto AK-47, reagiu aos ataques.

De acordo com autoridades afegãs, a família da jovem foi especificamente abordada pelo fato de o pai dela supostamente apoiar o governo local, opositor aos blindados por um grupo político com diversas dissidências que comandam inúmeras regiões do Afeganistão.

Mohamed Aref Aber, um porta-voz do governo da província de Ghor, detalhou o confronto, afirmando que a mãe da família foi a primeira a morrer, em seguida veio o pai. Qamar, então, pegou seu fuzil e começou a disparar contra os extremistas ao lado de seu irmão, de 12 anos. O tiroteio sangrento durou quase uma hora, e só teve fim quando milícias pró-governo chegaram interviram.

Os irmãos foram levados para um lugar seguro e, de acordo com Aber, permaneceram em estado de choque durante dois dias, mas tem mostrado melhoras. O presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, reconheceu a coragem da dupla e convidou os dois para visitar o palácio presidencial.