Notícias » Bizarro

Mulher é proibida de entrar em zoológico após desenvolver relação com macaco

Na Bélgica, Adie Timmermans passou a ser barrada sob a justificativa de estar dificultando a socialização do animal

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 25/08/2021, às 17h09

O chimpanzé e Adie em montagem
O chimpanzé e Adie em montagem - Divulgação / YouTube / ATV

O amor de um humano com os bichos já foi enaltecido em filmes, livros e até mesmo em folclores regionais, porém, uma mulher na Bélgica passou a compor lista de pessoas proibidas de se encontrar com os animais em um zoológico de Antuérpia, na Bélgica.

Em um cenário insólito, autoridades do parque consideraram sua relação afetiva com um chimpanzé prejudicial ao animal.

O caso, revelado pela emissora local ATV, registra o bloqueio de uma cidadã local identificada como Adie Timmermans, que visitava o macaco com frequência e interagia através de um vidro.

Ela alega que o animal correspondia aos impulsos amorosos da visitante, que agora é barrada na entrada do estabelecimento: “Eu amo aquele animal e ele me ama”, disse à emissora.

A justificativa do zoológico apontou que o chimpanzé, de nome Chita, se afastava dos outros visitantes e macacos com quem compartilhava a jaula quando Adie chegava.

Isso acabava por dificultar a socialização do animal durante quatro anos — e consequentemente, o afastando de companhia e respeito no momento em que a moça não estava presente.

Adie considerou a decisão injusta, avaliando que o animal já chegou na instalação com pouca idade, se acostumando com o convívio humano, além de ser a única a ser obrigada a se afastar.