Notícias » Europa

Mulher que não se vacinou contra covid-19 e deu à luz em coma apela às grávidas

Saskia Lane, de 21 anos, deu à luz em coma induzido devido a complicações trazidas pelo coronavírus

Paola Orlovas, sob supervisão de Isabela Barreiros Publicado em 23/12/2021, às 14h01

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Pixabay

Uma mulher de 21 anos do Reino Unido chamada Saskia Lane deu à luz durante um coma induzido devido a complicações do coronavírus após se recusar a tomar a vacina contra a doença e agora fez um apelo às mulheres grávidas que ainda não se vacinaram. 

Lane não havia tomado nem a primeira dose da vacina e testou positivo para o vírus no dia 27 de agosto, apresentando dificuldades respiratórias enquanto estava grávida de oito meses. Ela foi internada em uma UTI de West Sussex, na Inglaterra. As informações são do portal de notícias UOL.

Os médicos que cuidavam de Saskia Lane decidiram, devido ao seu caso, performar uma cesariana de emergência durante o mês de setembro para que a mulher pudesse se recuperar melhor. A mulher foi mantida em coma induzido após o parto para ter mais chances de sobrevivência. 

Diagnosticada com diabetes gestacional, Lane havia decidido não tomar a vacina por medo do impacto que ela poderia ter em sua futura filha, Betsy. Hoje, a mãe da criança se arrepende e quer encorajar as mulheres grávidas a considerarem a vacina:

Mais e mais mulheres grávidas não vacinadas estão entrando em coma ou até mesmo perdendo suas vidas por causa da covid, então fale com um médico ou parteira para obter as informações corretas sobre a vacinação, em vez de passar por uma lavagem cerebral nas redes sociais".