Notícias » Brasil

Mulher trans que teve corpo queimado em tentativa de homicídio morreu ontem, 9

O crime foi perpetuado por um adolescente no Centro do Recife em 24 de junho

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 10/07/2021, às 11h56

Imagem meramente ilustrativa de mulher no hospital
Imagem meramente ilustrativa de mulher no hospital - Divulgação/Pixabay/Parentingupstream

Na última sexta-feira, 9, faleceu Roberta da Silva, a mulher trans que foi vítima de uma tentativa de assassinato em 24 de junho no Centro do Recife, em Pernambuco. Segundo o G1, ela veio a óbito às 9h de ontem no Hospital da Restauração (HR).

Roberta teve 40% do corpo queimado por um adolescente que teria ateado fogo nela de propósito enquanto ela, que é moradora de rua, dormia perto do terminal de ônibus do Cais de Santa Rita.

A mulher teve falência respiratória e renal e não reagiu mesmo após a hemodiálise realizada pela equipe médica da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com um quadro de saúde que se agravou nos últimos dias.

Ao longo da internação, Silva passou por inúmeras cirurgias. Ela teve um braço totalmente amputado, enquanto uma parte do outro também teve de ser retirada por conta da gravidade da queimadura, mantendo apenas a parte acima do cotovelo. 

Logo após cometer o crime, o jovem tentou escapar, mas foi abordado por policiais militares que estavam na região. O adolescente foi autuado em flagrante por "ato infracional análogo a homicídio doloso tentado", de acordo com a Polícia Civil. O caso foi registrado na 7ª DP da Criança e do Adolescente, em Recife.