Notícias » Civilizações

Na Alemanha, obras revelaram uma sandália de 2.000 anos na lama

A descoberta curiosa foi feita em uma antiga estrada

Redação Publicado em 21/06/2021, às 15h59

A sandália encontrada
A sandália encontrada - Divulgação/Escritório Estadual de Herança da Baixa Saxônia, Zenger News

Na Baixa Saxônia, um dos 16 estados federados da Alemanha, uma descoberta arqueológica impressionante foi realizada.

Conforme repercutido pelo ABC News 4, uma sandália que teria sido tirado do pé há mais de 2.000 anos fora encontrada durante escavações. A curiosa descoberta foi feita por pesquisadores do Escritório Estadual de Preservação de Monumentos na Baixa Áustria, em parceria com denkmal3D de Vechta, empresa de escavação. 

A revelação se deu após escavações feitas numa estrada coberta por tábuas de madeira, que remota ao final da Idade do Bronze. O dono teria removido o calçado no momento em que parou num pântano.

As tábuas auxiliavam as pessoas a passarem pelo local e evitar o solo presente, contudo, é possível que o dono tenha tirado a sandália quando meteu o pé na lama.

Divulgação/Escritório Estadual de Herança da Baixa Saxônia, Zenger News

 

Mas foi justamente o solo ácido que pode ter conservado o item durante todo esse tempo, segundo os estudiosos.

“As charnecas (habitat) da Baixa Saxônia guardam o testemunho de vários milhares de anos de história”, explica o Ministro da Ciência e Cultura da Baixa Saxônia, Bjorn Thumle. “Eles são um arquivo único, pois não só preservaram peças processadas e objetos de metal, mas também achados orgânicos”.

A fala de Bjorn faz ainda mais sentido quando analisamos uma recente descoberta feita em Dortmund, que revelou uma instigante estrada de madeira que tem por volta de mil anos.