Notícias » Bizarro

No Brasil, são registrados 36 casos de sementes misteriosas com origem em países asiáticos

O ideal é que os pacotes não sejam abertos ou jogados no lixo

Redação Publicado em 30/09/2020, às 11h24

Pacote com as misteriosas sementes
Pacote com as misteriosas sementes - Divulgação/Gabriel Zapella/Cidasc

Há alguns meses, misteriosos casos envolvendo o recebimento sementes misteriosas estão intrigando moradores ao redor do Brasil.

Segundo o Ministério da Agricultura, já foram recebidas 36 denúncias que revelam a entrega de pacotes de sementes que não haviam sido solicitados, acompanhados de compras feitas na internet.

Conforme divulgado pelo órgão, um total de 8 estados já apontaram o mesmo problema. As informações são do portal de notícias G1.

O que fazer com os pacotes?

De acordo com as investigações iniciais, as sementes são entregues em pacotes de países asiáticos, como China e Malásia. Diante do mistério, o órgão pede para que os pacotes não sejam abertos, independente da origem.

Além do alerta, os moradores também são aconselhados a não plantarem, consumirem ou jogarem as sementes no lixo. Nesse sentido, é recomendado que os pacotes sejam levados até o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Segundo o Ministério, os pacotes recebidos serão analisados pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária de Goiânia. 

Como começou

No Brasil, tudo começou com um homem de Jaraguá do Sul, que havia comprado um item de decoração pela internet. Junto do objeto, ele identificou alguns pacotes misteriosos e, sabendo da onda de envios bizarros em outros países, ele resolveu alertar a Secretaria de Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural do estado.

A entidade, por sua vez, acionou a Companhia de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), que acabou emitindo um alerta acerca das sementes chinesas. Segundo a entidade, os pacotes são um tipo de “brinde perigoso”.