Notícias » Brasil

"O povo brasileiro deve saber que estamos dispostos a ajudar", diz Maduro sobre situação de Manaus

Foram enviados 136 mil litros para ajudar os hospitais da capital amazonense

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 18/01/2021, às 16h56

Maduro durante coletiva de imprensa
Maduro durante coletiva de imprensa - Getty Images

No último domingo, 17, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou o envio de um comboio de caminhões carregados com oxigênio em auxílio à cidade de Manaus, cujo sistema de saúde está colapsado devido ao número de infectados com coronavírus, o que causou a falta desse suprimento fundamental para os pacientes com quadros mais graves. 

"Se algo deve vir em primeiro lugar entre nós, cristãos, neste momento, é a solidariedade. O povo brasileiro deve saber que estamos dispostos a ajudar o Brasil o quanto pudermos e ainda mais”, anunciou o político em comunicado feito através da emissora estatal. Suas palavras foram repercutidas pelo UOL. 

O carregamento venezuelano é de 136 mil litros de oxigênio, suficiente para preencher 14 mil cilindros e chegou à fronteira brasileira nesta manhã de segunda-feira, 18. Agora, está atravessando o país em direção à capital amazonense, o que constitui uma jornada de 14 horas.

No mesmo comunicado, vale dizer ainda que Maduro, que não tem boas relações com o presidente brasileiro, se referiu à situação vivida em Manaus como “o desastre sanitário de Jair Bolsonaro”.