Notícias » Vaticano

Papa Francisco nomeia primeiro cardeal afro-americano

Wilton Gregory tem 72 anos e é o primeiro arcebispo negro de Washington e o primeiro afro-americano que participará da cerimônia de consistório

Giovanna de Matteo Publicado em 29/11/2020, às 09h00

Wilton Gregory, de 72 anos, será o primeiro cardeal afro-americano
Wilton Gregory, de 72 anos, será o primeiro cardeal afro-americano - Crédito: Wikimedia Commons

O Papa Francisco nomeou neste sábado, 28, 13 novos cardeais, onde incluiu, pela primeira vez na história do Vaticano, a posse do primeiro cardeal afro-americano. A decisão garante uma expansão na diversidade de líderes da Igreja Católica responsáveis pela eleição da sucessão do papado. 

Wilton Gregory, de 72 anos, será o primeiro bispo afro-americano a participar da cerimônia chamada de consistório, onde o sacerdote precisa se ajoelhar diante do Papa enquanto ele o ordena como cardeal, na Basílica de São Pedro.

Gregory também é o primeiro arcebispo negro de Washington. O membro do clero é considerado como um homem de diálogo aberto, mas com determinações diretas.

O religioso já se envolveu em questões políticas, criticando abertamente o presidente Donald Trump pela visita surpresa à sua capela, a igreja Saint John, que fica próxima à Casa Branca, um dia depois de ocorrerem episódios de violência policial brutal contra os manifestantes em um protesto antirracista, em junho.

A "igreja dos presidentes", como é chamada, sofreu alguns danos durante o tumulto. Na época, Gregory criticou a visita de Trump, que na opinião do membro do clero, teria sido apenas uma tentativa de "intimidar" os manifestantes, usando a religião como instrumento para isso. 

O arcebispo também atua ativamente contra os casos de violência sexual na Igreja, e lidera a Igreja Católica na capital dos EUA. Por esta escolha "muito importante", o Vaticano mostra "seu apoio à comunidade afro-americana", afirma Gregory. "Eu sou sozinho, um indivíduo símbolo".