Notícias » Entretenimento

Para diretor de ‘O Último Duelo’, fracasso de bilheteria do filme é culpa dos ‘millennials’

Ridley Scott falou sobre a recepção do longa-metragem que retrata a história de um estupro real que ocorreu no século 14; entenda

Isabela Barreiros Publicado em 24/11/2021, às 11h14

O diretor Ridley Scott e cena do filme “O Último Duelo” (2021)
O diretor Ridley Scott e cena do filme “O Último Duelo” (2021) - Getty Images / Divulgação / 20th Century Studios

Dirigido pelo grande cineasta britânico Ridley Scott, “O Último Duelo” (2021) é ambientado na Idade Média e retrata a história de um estupro real que aconteceu na França do século 14. No elenco, estão Jodie Comer, Matt Damon, Ben Affleck e mais.

O épico medieval teve um orçamento de US$ 100 milhões para ser produzido, R$ 560 milhões segundo a cotação de hoje. No entanto, arrecadou apenas US$ 27 milhões nas bilheterias, cerca de R$ 151 milhões.

Em uma entrevista recente ao WTF Podcast, Scott culpou os “millenials”, maneira informal de se referir às pessoas que nasceram em um período entre 1981 e 1995, pelo fracasso de recepção do longa-metragem.

Segundo o diretor, o problema não foi a Disney, responsável pela promoção de “O Último Duelo” nem sua direção para o filme, visto que possui uma carreira lendária no cinema. Ele afirmou que o filme não alcançou o público devido aos “telefones celulares” da geração Y.

"A Disney fez um trabalho de promoção fantástico. Acho que tudo se resume a — o que temos hoje [são] as audiências criadas nesses malditos telefones celulares. O ‘millennial’ não quer aprender nada, a menos que lhe seja dito pelo telefone celular,” afirmou.

“Você não pode vencer o tempo todo. No que me diz respeito, nunca me arrependi de nenhum filme que já fiz. Nada. Aprendi muito cedo a ser meu próprio crítico. A única coisa sobre a qual você realmente deve ter uma opinião é o que acabou de fazer. Certifique-se de que você está feliz. E não olhe para trás. Este sou eu”, completou.