Notícias » Entretenimento

Após shows, Paul Stanley do Kiss é diagnosticado com covid-19

O guitarrista divulgou seu estado de saúde através das redes sociais

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 28/08/2021, às 10h21

O guitarrista do Kiss Paul Stanley durante a turnê End Of The Road World em 2019
O guitarrista do Kiss Paul Stanley durante a turnê End Of The Road World em 2019 - Getty Images

Pelas redes sociais, Paul Stanley, guitarrista e fundador do Kiss, revelou ter sido diagnosticado com covid-19 recentemente, após ter participado de shows da banda pelos Estados Unidos.

Como relatou a Rolling Stone, com informações do portal Blabber Mouth, o positivo para o novo coronavírus fez com que o grupo tivesse que adiar a próxima apresentação, que estava programada para acontecer na última quinta-feira, 26, em Burgettstown, nos EUA.

O guitarrista está vacinado contra o vírus, tendo tomado as duas doses do imunizante, e, como relatou nas plataformas digitais para tranquilizar os fãs, os sintomas da doença são apenas sinais de resfriados.

"Pessoal, estou bem! Não estou na UTI. Meu coração permite andar 26 milhas [cerca de 42 km] todos os dias na minha bicicleta. Não sei de onde isso veio, mas é completamente sem sentido," escreveu no Twitter, falando sobre rumores de que teria problemas cardíacos.

Além do relato na rede social, a equipe da banda também fez um comunicado oficial para informar sobre a situação e as novas datas das performances do Kiss. Eles afirmaram que “todos no time estão completamente vacinados”. 

“[Todos estão] operando em uma bolha independente para manter todos seguros na medida do possível em cada performance e entre elas. A turnê também tem um oficial de protocolos de segurança para garantir que todos estão seguindo as medidas”, diz a nota.

Em uma segunda postagem no Twitter, Stanley publicou uma foto e, na legenda, assegurou que "os piores dias estão no passado e, com sorte, só terá mais alguns à frente”. "Vou lá fora ver vocês!", completou o artista.