Notícias » China

Presidente da China anuncia fim da pobreza extrema no país

Xi Jinping revelou a "vitória completa" durante uma cerimônia em Pequim, mas teve suas afirmações bastante questionadas

Pamela Malva Publicado em 25/02/2021, às 12h00 - Atualizado às 12h04

Fotografia de Xi Jinping, presidente da China
Fotografia de Xi Jinping, presidente da China - Wikimedia Commons

Desde que assumiu o poder da China, em 2012, XiJinping está lutando contra a desigualdade no país. Nesta quinta-feira, 25, então, durante uma cerimônia em Pequim, o presidente anunciou que finalmente erradicou a pobreza extrema em seu território.

“De acordo com os critérios atuais, todos os 98,99 milhões da população rural pobre foram retirados da pobreza”, anunciou o presidente. Além disso, segundo o próprio político, seu governo ainda tirou 832 condados e 128 mil aldeias da lista de pobreza.

Ainda durante a cerimônia, Xi afirmou que a conquista foi uma "vitória completa" e que tal marco "entraria para a história" do país. O problema é que muitos especialistas chineses criticaram a maneira como o governo do atual presidente tratou a situação — estabelecendo um padrão bastante baixo em sua definição de pobreza.

Acontece que, no governo de Xi, a pobreza extrema foi identificada em casos de pessoas que ganham menos de US $ 620 por ano, ou US $ 1,69 por dia — sendo que o limite do Banco Mundial é de US $ 1,90, segundo a Reuters. Dessa forma, apesar do anúncio orgulhoso do presidente, a desigualdade ainda assola o país, de acordo com a BBC.