Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Lança-confetes

Professora fere o olho depois de ser atingida por um lança-confetes

A docente escreveu sobre o acidente em suas redes sociais, depois de o lança-confetes ter estourado por acidente

Luisa Alves, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 01/08/2022, às 15h22

Professora fere o olho após estouro de lança-confetes/Imagem meramente ilustrativa de lança-confetes - Reprodução/Facebook e Reprodução/Vídeo/Portal POGA
Professora fere o olho após estouro de lança-confetes/Imagem meramente ilustrativa de lança-confetes - Reprodução/Facebook e Reprodução/Vídeo/Portal POGA

A professora Meire Castro Ribeiro teve seu olho atingido por um lança-confetes durante uma festa em Iguape, no litoral de São Paulo. A mulher precisou procurar o atendimento médico por duas vezes para ser medicada.

Segundo a docente, uma outra pessoa tentava manusear o lança-confetes, quando de repente o objeto estourou atingindo a lente de seus óculos, o que fez com que um pedaço de vidro entrasse em um de seus olhos.

"Ele tentou fazer com que funcionasse, rodou por 2 vezes e nada, então ele desistiu, quando, do nada, o negócio estourou e atingiu meu olho", contou em suas redes sociais.

Meire Castro Ribeiro, logo após o incidente, recorreu ao atendimento médico. Ela procurou um oftalmologista e agora passa bem. Segundo ela, sua lesão foi considerada "leve" pelo profissional. 

Procura por atendimento médico

A docente descreveu a situação em suas redes sociais. Ela contou que recorreu ao serviço de emergência logo após o ocorrido.

De acordo com o portal UOL, Meire relatou ter sido liberada a primeira vez que procurou a emergência, mesmo com a pressão arterial em 16 por 10, considerada alta. Em decorrência das fortes dores, ela resolveu procurar novamente o atendimento.

"Lá cheguei com a pressão 18x10. Lá sim fui medicada e lavaram meu olho".

Depois do susto, a professora alerta para a atenção com o lança-confetes, especialmente na presença de crianças.

"Estou melhorando, mas acho que todos devem ser alertados contra o perigo desse 'brinquedo', mesmo porque muitos deixam na mão de crianças", disse.