Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Quem é a ex-namorada do ‘golpista do Tinder’?

Kate Konlin se relacionou com Shimon Hayut e afirmou que ele provou para ela que não é culpado das fraudes; entenda

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 12/02/2022, às 11h42

Kate Konlin em seu aniversário de 24 anos, ao lado um retrato com Shimon Hayut - Divulgação / Instagram (@kate_konlin)
Kate Konlin em seu aniversário de 24 anos, ao lado um retrato com Shimon Hayut - Divulgação / Instagram (@kate_konlin)

A história do israelense Shimon Hayut, ou o ‘vigarista’ Simon Leviev, tem tomado o mundo por completo, especialmente depois do documentário ‘O Golpista do Tinder’ no início desse mês. Sua saga de fraudes, roubos, somada ao fato de que Hayut ainda está livre, engajou o público.

No entanto, há pelo menos uma pessoa que não acredita na culpa de Simon Leviev: sua ex-namorada, a modelo Kate Konlin. Com mais de 106 mil seguidores no Instagram, Konlin namorou Shimon Hayut até, pelo menos, o final do ano passado, falando dele em uma entrevista com a revista Mako.

De acordo com a modelo, o ‘golpista do Tinder’ revelou tuda para ela: sua prisão, as acusações feitas contra ele e mostrou até documentos que comprovavam a sua inocência. No entanto, nenhuma informação sobre tais documentos foi coberta pela imprensa.

“Ele me contou sobre a prisão, sobre a investigação na Noruega e todas as acusações que fizeram contra ele. Ele não escondeu nada de mim, era importante para ele que eu soubesse de tudo desde o início.”, explicou.

Mesmo que, nesse momento, o casal já esteja terminado, como a modelo afirmou em uma conversa com a revista Radar, ambos continuam amigos. As informações são da cobertura da Vogue.

Na entrevista anterior, no entanto, Kate Konlin aproveitou o momento para afirmar que não compreende as vítimas e acredita que a história da manipulação de Shimon Hayut não faz sentido porque ele é “o melhor homem que já conheci”.

“Num sábado, ele me dava presentes no valor que elas dizem que ele roubou. É absurdo, por que ele roubaria dezenas de milhares de dólares delas sendo que ele gasta isso em sua rotina? Não faz sentido. Ele é o melhor homem que já conheci”, disse.