Notícias » Estados Unidos

Sistema penal norte-americano vai executar uma mulher pela primeira vez em quase 70 anos

Lisa Montgomery estrangulou e cortou a barriga de uma grávida para roubar seu bebê no ano de 2004, a condenada irá receber uma injeção letal ainda em dezembro

Penélope Coelho Publicado em 19/10/2020, às 10h22

Imagem ilustrativa de uma cela
Imagem ilustrativa de uma cela - Pixabay

A criminosa Lisa Montgomery será a primeira mulher executada nos Estados Unidos em quase 70 anos, as informações são da BBC. De acordo com a reportagem, Montgomery, irá receber uma injeção letal em 8 de dezembro de 2020. A mulher condenada está envolvida em um caso que aterrorizou os habitantes do estado norte-americano do Missouri.

No ano de 2004, Lisa, saiu de sua casa no Kansas até a residência de Bobbie Jo Stinnett, no Missouri, para supostamente comprar um cachorro. Contudo, era uma farsa. Montgomery estrangulou a mulher —  que na época estava grávida de oito meses —, até sua morte. A situação ficaria ainda pior depois.

A criminosa abriu a barriga de Stinnett e sequestrou seu bebê. Lisa foi encontrada um dia depois do crime, sendo levada para a prisão. Em 2007, ela foi condenada por sequestro e assassinato, o júri votou por unanimidade para pena de morte.

Segundo o Centro de Informações sobre Pena de Morte dos EUA, até então, a última mulher executada no país havia sido Bonnie Heady, que morreu em uma câmera de gás no estado do Missouri, em 1953, há 67 anos.