Notícias » Cinema

Skin - À Flor da Pele: Obra retrata a jornada real do jovem neonazista Byron Wilder

Com estreia marcada para março deste ano, o filme busca mostrar a luta de Wilder para recomeçar a vida após anos fazendo parte de um grupo de supremacia branca

Alana Sousa Publicado em 11/03/2020, às 14h30

Da esquerda para direita: Jamie Bell e Byron Wilder
Da esquerda para direita: Jamie Bell e Byron Wilder - Divulgação

A obra cinematográfica, Skin - À Flor da Pele, retrata a história de Byron Babs Wildner, um jovem que foi criado por um grupo de neonazistas. O filme chegará aos cinemas brasileiros em 26 de março de 2020.

Dirigido por Guy Nattiv, o astro Jamie Bell (Rocketman e Quarteto Fantástico) dará vida ao protagonista Babs. A atriz Danielle Macdonald (Bird Box e Dumplin’), interpretará a namorada de Byron, Julie Widner. Apesar de já ter estreado nos Estados Unidos, a expectativa para o longa é grande, por se tratar, principalmente, de uma história real.

A triste trajetória de Byron Wildner teve início após a morte de sua mãe, quando ele tinha 14 anos. Ele decidiu se juntar a um grupo de supremacia branca e começou a viver como skinhead.

Byron após passar por processo que removeu suas tatuagens / Crédito: Divulgação

 

Após conhecer sua esposa, Julie, decidiu abandonar a vida de neonazista e recomeçar. Com a ajuda da companheira e do ativista negro Daryle Lamont Jenkins, lutou para deixar as atrocidades e violência para trás.

A ideia do filme veio após o cineasta Guy Nattiv trabalhar em um documentário, intitulado Erasing Hate, cinebiografia de Wilder. O elenco ainda conta com grandes nomes como Bill Camp (Coringa e O Preço da Verdade) e a indicada ao Oscar, Vera Farmiga (A Órfã e Invocação do Mal).