Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Taxista japonês é preso após atropelar pombo, em Tóquio

O motorista Atsushi Ozawa, de 50 anos, foi acusado de usar veículo para matar pombo comum na capital japonesa em ação "altamente maliciosa"; entenda!

Redação Publicado em 06/12/2023, às 09h53

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem ilustrativa com pombos - Foto por Rajesh Balouria pelo Pixabay
Imagem ilustrativa com pombos - Foto por Rajesh Balouria pelo Pixabay

Referenciados popularmente como "ratos voadores", pombos são animais bastante comuns em áreas urbanas de cidades por todo o mundo, queira as pessoas gostem ou não. Porém, no Japão, agora esses animais podem ter se tornado até mesmo vítimas de crimes, depois que um taxista de Tóquio foi preso após atropelar propositalmente um grupo destes animais, matando um deles.

Atsushi Ozawa, o motorista, "usou seu carro para matar um pombo comum, que não é um animal de caça" no mês passado, conforme comunicado por um porta-voz da polícia de Tóquio à Agence France-Presse. O homem, que tem 50 anos, foi então preso no último domingo, 2, acusado de violar as leis de proteção da vida selvagem, conforme repercutido pelo The Guardian.

+ Pombo-correio atravessa o Atlântico após se perder na Inglaterra e chegar nos EUA

À polícia, o suspeito disse que avançou com seu carro em direção aos pássaros pois "as estradas são para as pessoas. Cabe aos pombos evitar os carros", informou a mídia local. Ele teria saído em alta velocidade de um semáforo e atingiu os pássaros a uma velocidade de 60 km/h, o que foi denunciado à polícia por um transeunte.

Após o incidente, um veterinário realizou um exame post-mortem no pombo e constatou, em definitivo, que a causa da morte do animal foi um choque traumático, o impacto com o veículo. Considerando seu trabalho como motorista profissional, a polícia japonesa descreveu as ações de Ozawa como "altamente maliciosas", o que o levou a ser preso, conforme noticiado pela rede Fuji TV.

Japão contra as aves?

Ainda de acordo com o The Guardian, a simpatia de autoridades de Tóquio com os pombos se contrasta especialmente à antipatia com a grande população de corvos. Estes animais vem sendo cada vez mais alvos de queixas sobre seu apetite pelo lixo de restaurantes, que vem bagunçando e sujando cada vez mais as ruas da capital.

Como resposta a isso, por exemplo, em 2001 o então governador Shintaro Ishihara anunciou uma guerra contra os mais de 36 mil corvos que habitavam Tóquio. Segundo o jornal japonês Yomiuri Shimbun, nas duas décadas que se seguiram, a população destes animais caiu em cerca de dois terços.

+ Corvos recolherão bitucas de cigarro em cidade sueca

Por fim, vale mencionar ainda que até é possível que pombos sejam caçados legalmente no Japão, contanto que seja comprovado um incômodo com eles — como ao causar danos às colheitas e ao gado — e, além disso, apenas com a devida aprovação das autoridades locais.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!