Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Recorde

Torre Eiffel de palitos de fósforo entra para o Guinness Book após reviravolta

A incrível obra de arte de palitos de fósforo tem 7,2 metros de altura, entrando para o Livro dos Recordes como a mais alta estrutura do tipo

Redação Publicado em 09/02/2024, às 09h50

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Trecho de vídeo mostrando a obra de arte - Divulgação/ Youtube/ The Times and The Sunday Times
Trecho de vídeo mostrando a obra de arte - Divulgação/ Youtube/ The Times and The Sunday Times

Uma impressionante escultura replicando a Torre Eiffel que usou 706 mil fósforos e 23 quilos de cola entrou para o Livro dos Recordes por ser a mais alta peça do tipo a já ter sido criada. 

Com 7,2 metros de altura, a intrincada réplica foi criada por Richard Plaud, um artista francês que dedicou 4.200 horas de sua vida para desenvolver a obra-prima. A princípio, porém, ele havia sido recusado pelo Guinness Book. 

Segundo a equipe, a Torre Eiffel de Plaud não poderia ser elegível ao recorde porque não usava palitos de fósforo vendidos pelo mercado. Isso pois, como o artista apenas usava o palito, e não a cabeça do fósforo, precisava sempre cortar cada um deles antes de usá-los.

Assim, para facilitar o processo, contatou uma empresa fabricante do produto e fez um acordo para que eles fabricassem fósforos sem ponta apenas para o francês durante o período de sua construção da estrutura. 

Mudança de ideia 

Os avaliadores do Guinness Book, porém, acabaram mudando de ideia após alguns dias e decidindo por entregar o título recordista a Richard Plaud — uma experiência que fez o artista passar pelo que descreveu como uma "montanha-russa de emoções". 

Estamos muito entusiasmados por poder aprová-lo... Estamos felizes por poder admitir que fomos um pouco duros demais com o tipo de fósforos necessários para esta tentativa, e a tentativa de Richard é realmente incrível", explicou Mark Mckinley, que é o diretor da entidade, conforme repercutiu o The Guardian. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!