Notícias » Estados Unidos

Trump é flagrado jogando golfe com Bernhard Langer uma semana após polêmica fiscal

Em 23 de dezembro, o presidente perdoou uma dívida de 250 mil dólares de um amigo de Langer

Wallacy Ferrari Publicado em 29/12/2020, às 09h01

Trump se reúne com Langer em partida amistosa de golfe
Trump se reúne com Langer em partida amistosa de golfe - Divulgação/Twitter/kaitlancollins/28.12.2020

Na tarde da última segunda-feira, 28, Donald Trump, foi fotografado com um grupo de profissionais do golfe durante uma tarde de partidas amistosas, sendo a quarta vez em cinco dias que o líder político reserva o dia para a prática esportiva.

Na última ocasião, no entanto, uma companhia chamou a atenção dos veículos de imprensa; Bernard Langer, que há uma semana, pressionou o presidente para perdoar uma dívida de milhares de dólares de seu amigo pessoal, James Batmasian, junto ao congressista republicano Brian Mast.

Batmasian é um desenvolvedor imobiliário da Flórida e chegou a ser o maior corretor do município de Boca Raton, até ser preso em 2008 durante oito meses por uma dívida de US$ 250 mil (aproximadamente R$ 1,3 milhões) com o IRS, órgão equivalente a Receita Federal nos EUA.

Seis dias antes da partida, Trump concedeu o perdão ao empresário, assim como de outras figuras envolvidas em investigações ligadas ao seu período na presidência. De acordo com uma análise do professor de Harvard, Jack Golsmith, publicada no New York Times, cerca de 88% por perdões concedidos por Donald foram para pessoas com laços pessoais e apoiadores políticos.

Sobre Donald Trump

Donald Trump nasceu e cresceu no Queens, entre seus quatro irmãos. Seu pai, Fred, é descendente de imigrantes alemães, enquanto sua mãe, Mary Anne, migrou da Escócia em 1930. Na faculdade, recebeu o diploma de bacharelado em economia, pela Wharton University of Pennsylvania, em 1968.

Aos 25 anos, recebeu a empresa de imóveis e construção de seu pai. À frente da Trump Organization, Donald recebeu o título de magnata. Em 2015, anunciou sua nomeação para a presidência dos EUA pelo Partido Republicano.

Durante sua campanha, Trump usou de discursos de cunho populista e anti-imigração, sempre lembrando seu lema: “Make America great again”. Em 2016, o republicano derrotou a democrata Hillary Clinton e se tornou o 45º Presidente dos Estados Unidos. Aos 70 anos, ele foi a pessoa mais velha a assumir o cargo.