Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Reino Animal

Tubarões habitando cratera submersa de vulcão ativo surpreendem cientistas

Colônia de tubarões foi descoberta nos arredores do vulcão submarino Kavachi, nas Ilhas Salomão

Redação Publicado em 24/05/2022, às 08h24 - Atualizado às 09h14

Colônia de tubarões vivendo nas proximidades do vulcão Kavachi, nas Ilhas Salomão - Divulgação/National Geographic
Colônia de tubarões vivendo nas proximidades do vulcão Kavachi, nas Ilhas Salomão - Divulgação/National Geographic

Cientistas descobriram uma colônia de tubarões vivendo nas águas quentes e ácidas de uma cratera submersa nos arredores do vulcão Kavachi, que entrou em atividade novamente há pelo menos 10 dias nas Ilhas Salomão.

A população de tubarões teve sua vida na região relatada no recente documentário lançado pela National Geographic, "Sharkcano", em que os pesquisadores destacam como as espécies que habitam o local não são afetadas pelas interferências do vulcão ativo.

Ali, vivem tubarões-martelo e tubarões-seda, que foram identificados pelos especialistas em 2015. Na época, porém, eles não acreditavam que seria possível que a população continuasse tendo a cratera como habitat quando o vulcão voltasse à atividade.

"A ideia de haver animais grandes como tubarões saindo e vivendo dentro da cratera do vulcão entra em conflito com o que sabemos sobre Kavachi, que é que ele entra em erupção", analisou Brennan Phillips, estudante de doutorado em oceanografia biológica da Universidade de Rhode Island, em "Sharkcano”.

No período da descoberta, Phillips afirmou que "quando [o vulcão] está em erupção, não há como algo viver na região". Mas ele não poderia estar mais equivocado: na verdade, os tubarões continuaram na região mesmo após o vulcão ficar ativo novamente.

Tubarões no vulcão

Para Phillips “é isso que torna a descoberta desses animais dentro do vulcão tão desconcertante”. “Eles estão vivendo em um lugar onde podem 'morrer a qualquer momento', então como eles sobrevivem?", se perguntou o pesquisador. "É muito turvo, então a água está muito escura. Nenhuma dessas coisas é boa para os peixes."

Ao New York Post, especialista Kadie Bennis explicou que "é completamente normal que haja tubarões e outras formas de vida marinha em torno de vulcões subaquáticos, já que também contribui para o ecossistema dessa maneira".

No documentário, os pesquisadores explicam que as águas que ficam na regiões onde estão localizados vulcões possuem muitos nutrientes, tornando-as atrativas para muitos animais marinhos. De acordo com Michael Heithaus, da Universidade Internacional da Flórida, essas áreas são fundamentais para os próprios tubarões.

"Não se trata apenas de vulcões ativos. É sobre o habitat que eles criam no meio do oceano... Se não houvesse vulcões em certas áreas, não haveria recifes ou terra”, explicou ao portal Newsweek, repercutido pelo UOL.

"Isso significaria que as espécies de tubarões que precisam desses habitats não poderiam viver nessas áreas sem a presença de um vulcão. Onde você tem muita comida, você tende a ter muitos tubarões, se não houver muita pesca para reduzir suas populações”, completou.