Notícias » Ditadura militar brasileira

Vítima da ditadura militar relembra perseguição e tortura

Ana Maria Ramos Estevão, autora de ‘Torre das Guerreiras’, conversou com o site Aventuras na História sobre o lançamento e relembrou o período que mancha a história brasileira

Redação Publicado em 02/04/2022, às 06h00

Ana Maria Ramos Estevão é autora de ‘Torre das Guerreiras’
Ana Maria Ramos Estevão é autora de ‘Torre das Guerreiras’ - Divulgação e Memorial da Resistência SP

Os brasileiros relembraram na última quinta-feira, 31, os 38 anos do golpe de 64, período que inaugurou a ditadura militar no Brasil, período marcado por perseguições, tortura e mortes.

Uma das vítimas do período que representa uma mancha na história brasileira é Ana Maria Ramos Estevão, uma das militantes da Ação Libertadora Nacional (ALN). 

Relembrando o período, Estevão compilou sua trajetória na obra 'Torre das Guerreiras', lançada neste ano pela Editora 106 e que conta com prefácio escrito pela ex-presidente Dilma Rousseff, também vítima dos horrores do período. 

“A brava Ana Maria soube enfrentar o pior e, felizmente, está aqui para nos contar. Muitas não tiveram a mesma chance”, escreve Dilma. “Neste livro não há rancor, apenas o desejo de que aquelas tragédias não sejam esquecidas pelas atuais gerações”, escreve Dilma. “Comove pela honestidade e pela capacidade que a autora tem de, mesmo em meio ao ódio e à brutalidade das torturas com que nós, presos políticos, fomos tratados, encontrar, onde preponderava o sofrimento, pequenas alegrias e motivos para acreditar na humanidade quando a rotina era a banalidade do mal”, relata a ex-presidente.

O site Aventuras na História conversou com Ana Maria Ramos Estevão a respeito do lançamento e também do período que constantemente é alvo de negacionismo histórico e ataques infundados. 

Confira a entrevista completa nos vídeos abaixo!

Parte 1 

Parte 2