Matérias » Personagem

40 anos após a morte de Jonn Lennon: por onde anda Yoko Ono?

Viúva de Lennon, a artista plastica atualmente tem 87 e leva uma vida mais reservada

Fabio Previdelli Publicado em 12/08/2020, às 17h44

Yoko Ono ao lado de John Lennon
Yoko Ono ao lado de John Lennon - Wikimedia Commons

Em 1962, John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr começaram a tocar juntos como grupo. A partir daquele momento, os meninos de Liverpool formavam uma das bandas mais emblemáticas e influentes de todos os tempos.

Passado quase duas décadas de euforias e músicas marcantes, os Beatles se separaram, de fato, em 10 de abril de 1970. Existem muitos rumores e teorias sobre o motivo do afastamento, entretanto, nenhuma outra pessoa foi tão responsabilizada pelo ato quanto Yoko Ono.

Yoko Ono ao lado de John Lennon / Crédito: Divulgação/ Instagram/ Yoko Ono

 

Após 50 anos da separação, nesse meio tempo, os fãs presenciaram o trágico assassinato de John Lennon em 8 de dezembro de 1980 e a morte de George Harrison em novembro de 2001. Por outro lado, Paul e Ringo ainda continuam nos holofotes, mesmo que sem o mesmo êxtase de antes.

Mas e a Yoko? O que aconteceu com a viúva de John Lennon?

A vida pós-Lennon

Após a morte de John, Yoko não quis se casar novamente — apesar de ter mantido outros relacionamentos —, e passou a dedicar seu tempo a criação do filho que teve com o ex-Beatles, Sean Taro Ono Lennon, e também retornou às artes plásticas.

No começo da década seguinte, lançou ONOBOX, um box com os seis CD’s que tinha produzido até então. Com a crítica positiva que recebeu, se juntou à banda IMA, do filho Sean, e gravou o disco Rising — que rendeu uma turnê pela América do Norte e Europa.

Yoko e John Lennon / Crédito: Divulgação/ Instagram/ Yoko Ono

 

Já em 2001, foi realizada uma exposição retrospectiva de quarenta anos Yes Yoko Ono. Neste período, também lançou o disco Blueprint for a Sunrise, que contava com seus trabalhos inéditos. Seu último álbum foi Take Me To The Land Of Hell, de 2013.

Mas e hoje, como vive Yoko?

Agora com 87 anos, as últimas notícias que se tem da artista são do Observatório de Música, que revelou que a eterna parceira de John Lennon vem precisando de cuidados em 24 horas por dia.

Desde 2017, Ono já era frequentemente vista em passeio de cadeiras e roda. Segundo seu amigo pessoal, Elliot Mintz, declarou ao The New York Post, apesar de sua condição, ela ainda tem uma mente cristalina e frequentemente convida seu filho para jantar. “Sean é o seu melhor amigo”, conta. “Ela desacelerou definitivamente, como qualquer pessoa nesta idade, mas ela é tão afiada como outrora foi”.

Yoko Ono atualmente / Crédito: Divulgação/ Instagram/ Yoko Ono

 

Mintz revela que viu a amiga pela última vez em sua festa de aniversário de 87 anos, que aconteceu em fevereiro. O consultor explica que, na ocasião, mais de 30 convidados estiveram reunidos no Bar Wayo, no Porto Marítimo da Rua Sul. Entre eles estavam a cantora Cyndi Lauper e o co-fundador da revista Rolling Stone Jann Wenner.

A vida durante a pandemia e projetos sociais

Apesar de passar momentos de extrema dificuldade em sua infância, principalmente durante a Segunda Guerra Mundial, quando sua família trocava objetos domésticos por comida, Yoko Ono conseguiu construir um verdadeiro império imobiliário.

Com essa fortuna acumulada, que há alguns anos foi avaliada em cerca de 700 milhões de dólares, a artista plástica se tornou uma importante filantropa. Quando a pandemia de coronavírus começou a assolar os Estados Unidos, por exemplo, ela doou cerca de 250 mil dólares ao Montefiore Medical Center, no Bronx, pois sabia que a instituição não receberia uma grande atenção de outros doadores, disse Mintz.

Recentemente, Ono também doou 50 mil dólares para a Campanha do Lado Ocidental contra a Fome, que entregou milhares de refeições para os necessitados de seu bairro, em Upper West Side. Além do mais, a artista também possui uma parceria de longa data com a Ong WhyHunger, que luta contra a privatização alimentar.

Yoko Ono / Crédito: Divulgação/ Instagram/ Yoko Ono 

 

“Ela é a pessoa mais enérgica, mais viva e muito prática. Ela tem sido incrivelmente doadora há mais de três décadas”, disse Noreen Springstead, diretora executiva da entidade, em entrevista ao The Post.

Há alguns anos, Yoko autorizou que a WhyHunger licenciasse a letra e os desenhos que Lennon fez para a canção “Imagine”, o que acarretou em uma campanha global contra a fome que angariou quase 7 milhões de dólares para projetos não só em Nova York, como em diversas partes do mundo.


+Saiba mais sobre os Beatles por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

The Beatles a biografia, de Bob Spitz (2007) - https://amzn.to/34UWugM

Here, There and Everywhere. Minha Vida Gravando os Beatles, de Geoff Emerick (2013) - https://amzn.to/2Pk8QIv

Beatles 1966: o ano Revolucionário, de Steve Turner (2018) - https://amzn.to/2DRxQl0

Lembranças de Lennon, de Jann S. Wenner (2001) - https://amzn.to/2rY1IJX

John Lennon: A Vida, de Philip Norman (2009) - https://amzn.to/2YomyhL

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W