Matérias » Europa

Guia prático: 5 coisas que devem ser evitadas na frente da Rainha da Inglaterra

Tente não ofender ninguém em Buckingham e conheça cinco tropeços que você não pode cometer

André Nogueira Publicado em 16/11/2019, às 08h00

A rainha Elizabeth II durante o memorial anual do Domingo da Lembrança no Cenotáfio
A rainha Elizabeth II durante o memorial anual do Domingo da Lembrança no Cenotáfio - Getty Images

Durante os séculos que a monarquia britânica se manteve no poder, diversas regras foram criadas para que os plebeus obedecessem quando estiver em frente à Rainha. Hoje em dia, as pessoas não serão jogadas na Torre de Londres por burlar uma dessas condutas, mas errar a etiqueta pode te gerar uma bela humilhação pública.

Regra número um: não toque na Rainha. Caso ela ofereça a mão para cumprimentá-lo, está permitido. Mas nunca ultrapasse esse limite. Um exemplo famoso ocorreu em 2000, quando o Governador-Geral canadense foi visto levemente encostando o cotovelo da monarca, para impedir que ela caísse. Johnston julgou apropriado, mas muita gente ficou chocada com a situação.

Faça como Condoleezza Rice e cumprimente a Rainha com um aperto de mão / Crédito: Divulgação

 

Segundo Lucy Hume, diretora da empresa Debrett’s, especializada na etiqueta britânica desde 1769, a regra é menos rígida atualmente, mas é melhor que o convidado espere  o contato da Rainha. Em outras palavras: não vá abraçando a Elizabeth logo de cara.

Outra regra importante é: nunca chegue atrasado num evento. E nem deixe o local antes da monarca. Você nunca pode, sendo hóspede ou convidado da Família Real, deixar eventos antes que a Rainha o deixe, a não ser que você tenha uma permissão de algum secretario particular da Coroa.

Para que não seja considerado rude, nunca dê as costas à rainha em alguma situação em que você está no mesmo cômodo que ela. Por esse motivo, especialistas em etiqueta sugerem que, em reuniões e encontros com Elizabeth, que formem-se semicírculos na disposição das mesas. E, de preferência, espera-se que você gesticule com as mãos vazias durante a conversa.

Outra coisa importante para jovens viciados na cultura digital: é proibido tirar selfies com a monarca. Além disso, é inaceitável tirar uma foto da Rainha durante uma visita em sua casa. Com toda certeza, Elizabeth II é a mulher mais fotografada e presente nas mídias da atualidade, no entanto, é estritamente proibida a captação de fotos não oficiais nas dependências dos palácios reais. Mesmo selfies sem a rainha são contra recomendadas.

Não faça como esse jovem rapaz de Belfast / Crédito: Divulgação

 

Por mais que a Família Real tenha um belo histórico de levantadores de caneco, não é uma boa que você repita essa façanha. Em caso de nervosismo, respire fundo, porque o excesso de agitação que o álcool pode proporcionar não cai bem numa conferência com a Rainha.

Além do que você não pode fazer, há também o que é bastante recomendado que você faça. E dessas coisas, a mais importante é que você preste atenção na sua postura física, principalmente ao saudar Elizabeth II. Cumprimentar um membro da Família Real em um primeiro encontro é essencial na sua relação com o nobre. Assumir a postura formal é o suficiente: reverenciar as mulheres com a inclinação corporal e curvar o pescoço com respeito no caso dos homens.

Além disso, siga a conduta da rainha durante a conversa. Não fale muito menos que ela, nem muito mais. Sente-se quando ela sentar e coma quando ela iniciar a sua refeição. Mantenha a conversa fluindo, sem grandes pretensões. 

E, no caso de erro, não entre em desespero: ninguém vai cortar sua cabeça. Hoje em dia não há leis que estabeleçam as condutas aqui citadas, pois elas já seguem como tradição. Errou? Peça desculpas.


Saiba mais sobre Buckingham:

1 Isabel II: A Familia Real no Palácio de Buckingham, de  Bertrand Meyer-Stabley - https://amzn.to/2qbJP9S

2 Muerte En El Palacio De Buckingham, de C.C. Benison - https://amzn.to/2rCsbMT

3 The Queen: The Life and Times of Elizabeth II, de Catherine Ryan - https://amzn.to/2OaVVbs

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.