Matérias » Personagem

A perturbadora relação de Diana com a família real, em suas próprias palavras

A princesa tinha uma convivência cheia de altos e baixo com os Windsor, sendo alvo de duras críticas por parte de alguns membros da realeza

Daniela Bazi Publicado em 08/03/2020, às 09h00

Diana e Charles no dia de seu casamento
Diana e Charles no dia de seu casamento - Getty Images

Até hoje, muitos acreditam no fato de que a princesa Diana não manteve uma boa relação com os membros da família real após se casar com o príncipe Charles, em 1981. Em sua biografia Diana: Sua Verdadeira História, feita pelo jornalista Andrew Morton com a participação da própria Princesa de Gales, Lady Di revelou como realmente se relacionava com os Windsor.

Com seu marido, ela conta que sempre viveram altos e baixos. No início do relacionamento, pareciam muito apaixonados e apreciavam a companhia um do outro. Porém, com o passar do tempo, tudo começou a mudar drasticamente. O relacionamento extraconjugal do Príncipe de Gales e a insegurança de Diana eram os principais motivos para todas as brigas. 

Apesar dos constantes desentendimentos, o casal real ainda vivia esporádicos momentos de romance e felicidade. No dia anterior ao casamento, por exemplo, Charles enviou um anel de sinete que acompanhava um bilhete, em que dizia “Eu estou muito orgulhoso de você, e quando vier, estarei lá no altar esperando. Simplesmente olhe nos olhos deles e eles ficarão deslumbrados”.

Diana e príncipe Charles no dia de seu casamento / Crédito: Getty Images

 

Entretanto, o conto de fadas durou segundos: a princesa passou anos recebendo diversas críticas dos Windsor. Quando o marido desistiu do hábito de atirar e caçar, ela foi a principal acusada pela decisão do esposo. “Uma mentira deslavada. De repente, ele virou vegetariano e parou de matar animais. A família achou que ele enlouqueceu, e ele ficou isolado na família. Foi uma influência anterior à minha chegada, mas tudo voltou, mais tarde, no tempo dele”, revelou Lady Di. 

Diana também contou que raramente comentava sobre sua mãe com a família real, por ser, novamente, alvo de grandes críticas. “Sempre que menciono o nome da minha mãe para alguém da família real, o que raramente faço, eles vêm para cima de mim com paus e pedras. Então, nunca falo sobre ela. Eles têm certeza de que ela é uma vilã e de que o pobre Johnnie [seu pai] teve uma vida muito difícil”, comentou. 

Em relação a princesa Margaret, tia de Charles, a princesa disse “Sempre adorei Margo, como a chamo. Gosto muito dela, e ela tem sido maravilhosa comigo desde o primeiro dia. Todos se isolam”. 

Princesa Margaret ao lado da princesa Diana e seus filhos, os príncipes Harry e William / Crédito: Anwar Hussein

 

Inúmeros meios de comunicação costumavam descrever a convivência entre Diana e a cunhada, a princesa Anne, como "complicada", principalmente por causa do batizado de Harry, em que a única filha de Elizabeth não foi chamada para ser madrinha da criança.

Todavia, a Princesa de Gales negou essas afirmações durante a entrevista a Andrew Morton. “Fico fora do caminho dela, mas não crio confusão quando  ela está presente, e ela nunca cria confusão comigo, e a confusão em relação a ela ser madrinha de Harry, essa hipótese nunca foi sequer considerada. [...] Damo-nos super bem, mas de nossa maneira. Eu não ligaria para ela se tivesse um problema, nem chamaria para almoçar, mas quando a vejo é sempre bom”, contou.

Já a relação com seus sogros, a princesa define como “Me dou muito bem com eles, mas não faço nenhum esforço maior para tomar chá com eles”. Em 2007, cartas entre o príncipe Philip, pai de Charles, e Lady Di, foram entregues ao júri que investigava o acidente que vitimou fatalmente a Princesa de Gales, revelando um pouco sobre o modo como se tratavam. 

Príncipe Philip, o Duque de Edimburgo / Crédito: Getty Images

 

Por anos, a convivência entre ambos também era descrita pela mídia como desagradável e insultuosa, mas as correspondências mostraram um outro lado. Em uma delas, o marido de Elizabeth teria escrito "Se eu for chamado, sempre farei tudo o que estiver a meu alcance para ajudar você e Charles, mas reconheço que não tenho talento como conselheiro conjugal".

Como resposta da princesa, recebeu "Querido pai, fiquei especialmente comovida com sua carta mais recente, que me provou, caso eu já não o soubesse, que o senhor realmente se preocupa conosco. O senhor é muito modesto quanto a suas habilidades como conselheiro conjugal. Eu discordo".

Em relação a Elizabeth, no entanto, Diana diz que desde o primeiro dia soube que não seria próxima da monarca. “Ninguém me disse isso - eu simplesmente sabia. Certamente o relacionamento mudou quando ficamos noivos porque eu era uma ameaça, certo? Eu a admiro. Quero entendê-la melhor e falar com ela, e farei isso. Sempre disse para ela: ‘Nunca a decepcionarei, mas não posso dizer o mesmo com relação a seu filho”.

Príncipe Charles, rainha Elizabeth II e princesa Diana / Créditos: Getty Images

 

A mãe de William e Harry afirmou que as palavras foram bem recebidas pela rainha, e que ela ficava confortável em sua presença. No entanto, a soberana teria lhe afirmado que seu relacionamento com Charles não tinha dado certo devido a sua bulimia, no qual considerava o ponto crucial para os problemas do matrimônio. 

Kenni Rivett, amiga próxima da princesa, afirmou que o processo legal de separação se iniciou após o envolvimento de Elizabeth no assunto. Após outra polêmica entrevista de Diana, dessa vez dada ao apresentador Martin Bashir em 1995, a rainha teria lhe enviado uma carta dizendo que apoiava o divórcio entre o casal real.


+Saiba mais sobre a princesa Diana:

Diana: Sua verdadeira história em suas próprias palavras, Andrew Morton (2013) - https://amzn.to/2EhlUt4

Diana. O Ultimo Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

Diana (DVD-2014) - https://amzn.to/39jo0qj

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/39hqYeT

Diana, Princesa de Gales / Diana, Princess of Wales (Edição Espanhol), de Marcela Altamirano (2003) - https://amzn.to/2Iem86c

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.