Matérias » EUA

Após 53 anos, meteorologista reencontra carteira perdida na Antártica

O americano Paul Grisham, hoje com 91 anos, atuava em uma missão da Marinha quando perdeu seu pertence

Giovanna Gomes Publicado em 11/02/2021, às 09h45

A carteira foi perdida na Antártica
A carteira foi perdida na Antártica - Pixabay

Em 1968, um meteorologista da Marinha americana que se encontrava na Antártica, perdeu sua carteira. Porém, de maneira inesperada, 53 anos depois ela foi parar novamente em suas mãos. Paul Grisham, hoje com 91 anos, teve seu pertence devolvido no último sábado, 6, na Califórnia, de acordo com o portal UOL.

Tudo começou em 2014, quando um homem chamado Stephen Decato recebeu de seu ex-chefe a missão de encontrar o dono de uma carteira. Segundo ele, o objeto foi achado atrás de um armário de um prédio em demolição, localizado na base científica estadunidense no Polo Sul, a Estação McMurdo.

Com a ajuda da filha, Sarah Lindbergh, e também de Bruce McKee, Decato conseguiu descobrir onde se encontrava Paul e enviou a carteira por correio.

Dentro dela não havia dinheiro, apenas documentos como a carta de motorista e a carteira de identidade da Marinha do americano. Havia também uma declaração de impostos, uma receita, um comprovante de jogos de pôquer, além de um cartão com instruções em caso de ataques com bombas. "Fiquei maravilhado", disse o meteorologista.

A filha de Decato também comentou o caso em declaração ao site The San Diego Union-Tribune: "Foi uma atitude agradável e tanto meu pai quanto eu fomos para a cama pensando que outra família era tão feliz quanto nós. Meu avô [que era da Marinha] ficaria muito orgulhoso [da nossa atitude]."