Matérias » Crimes

Caso Jessica Lal: A recusa de uma bebida que terminou em tragédia em Nova Delhi

O crime aconteceu em 1999, mas voltou a repercutiu em 2020, após uma recomendação do Conselho de Revisão de Sentença

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 04/09/2021, às 10h00

Jessica Lal, vítima de homicídio
Jessica Lal, vítima de homicídio - Divulgação / Youtube / GoNewsIndia

No fatídico dia 30 de abril de 1999, Jessica Lal, que trabalhava como garçonete em uma festa, foi brutalmente assassinada após uma confusão com Manu Sharma, filho de um homem rico e influente de Nova Delhi. 

Na época, o caso foi amplamente repercutido nos noticiários. O autor do crime, por sua vez, foi condenado pelo assassinato e sentenciado à prisão perpétua. Contudo, em 2020, o caso voltou a repercutir, após ele ser libertado.

O crime 

De acordo com o jornal indiano The Economic Times, na madrugada de 30 de abril de 1999, a modelo celebridade Jessica Lal, que trabalhava como garçonete em um estabelecimento badalado, de Nova Delhi, foi atacada por um dos clientes. 

Na ocasião, a jovem foi abordada por Siddharth Vashisht, mais conhecido como Manu Sharma. O rapaz teria lhe pedido mais uma bebida, mas a funcionária lhe informou que a festa já havia sido encerrada. 

Filho de um homem rico e influente, Manu Sharma — que estava visivelmente bêbado — não ficou satisfeito com a resposta da garçonete. Em seguida, disparou dois tiros. Um deles atingiu o teto, mas o outro acertou o corpo de Jessica Lal.

O autor dos disparos, por sua vez, fugiu do local do crime sem prestar socorro a vítima. Tal fato resultou na morte da jovem.

O desfecho 

O caso foi amplamente noticiado no país. De acordo com o The Economic Times, o rapaz só se rendeu após um alerta nacional ser acionado. Manu Sharma foi condenado por homicídio e por provocar o desaparecimento de provas.

Na época, ele foi acusado, ainda, de tentar ocultar as provas do crime. Além disso, algumas testemunhas de acusação teriam sido coagidas a mudar suas versões dos depoimentos. 

Já em 2020, o Departamento do Interior do governo de Delhi ordenou a libertação de 19 detentos, entre eles Manu Sharma, conforme repercutiu o The Hindu.

Portanto, atualmente, o assassino de Jessica Lal está em liberdade, após o Conselho de Revisão de Sentença recomendar sua libertação antes de cumprir toda a pena estipulada pela justiça inicialmente.


+Saiba mais sobre crimes por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Psicopata Americano, de Bret Easton Ellis (2020) - https://amzn.to/34yE1t1

Serial Killers - Anatomia do Mal: Entre na mente dos psicopatas, de Harold Schrechter (2019) - https://amzn.to/39YVlGK

De frente com o serial killer, de Mark Olshaker e John E. Douglas (2019) - https://amzn.to/2UX47R4

Lady Killers: As mulheres mais letais da história, de Tori Telfer (2019) - https://amzn.to/3c7BoPb

Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers, de John Douglas e Olshaker Mark (2017) - https://amzn.to/2xccb7L

Ted Bundy: Um Estranho ao Meu Lado, de Ann Rule (2019) - https://amzn.to/3cauuc9

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W