Matérias » Crimes

Como um VHS de ‘Sabrina, Aprendiz de Feiticeira’ quase fez Caron McBride ser presa

Inusitado caso surpreendeu a moradora do Texas em abril deste ano

Fabio Previdelli Publicado em 17/10/2021, às 10h00

Cena de 'Sabrina, Aprendiz de Feiticeira'
Cena de 'Sabrina, Aprendiz de Feiticeira' - Divulgação/ CBS

Em abril deste ano, Caron McBride, de 52 anos, teve a maior surpresa de sua vida. Recém-casada, ela foi até o Department of Motor Vehicles (DMV) — como se fosse o Detran dos Estados Unidos — do Texas para atualizar seu nome em ficha cadastral. 

Porém, neste processo, ela acabou ‘descobrindo’ que era uma criminosa. O pior de tudo é que Caron nunca cometeu um crime em sua vida.

Na verdade, não que ela saiba, afinal, o ‘delito’ pelo qual McBridge estava sendo procurada, certamente, muitas pessoas que viveram nas décadas de 1980 e 1990 já cometeram: uma fita VHS jamais foi devolvida.

“Fui trocar minha carteira de motorista, durante essa coisa do COVID você tem que marcar uma consulta”, explica em entrevista ao NewsWeek. “Eles me disseram que eu tinha um problema em Oklahoma”.  

Caron McBride em entrevista ao Inside Edition/ Crédito: Divulgação/ Inside Edition/CBS

 

Perplexa, a mulher pensou que tudo não passava de um mal-entendido e logo ligou para o número fornecido pelo DMV. Do outro lado da linha estava a secretária do promotor público do condado de Cleveland. Caron descobriu que estava sendo procurada

“A primeira coisa que ela me disse foi [sobre o crime de] peculato. Então em pensei que fosse ter um ataque cardíaco”, revela. Com o desenrolar da conversa, ela logo entendeu o motivo de tal acusação.  

“Ela me disse que eu estava como uma fita VHS. Eu tive que fazê-la repetir porque eu pensei: ‘isso é loucura’. Essa garota está brincando comigo, certo? Mas ela não estava brincando”, continua.  

Acontece que, em 1999, alguém usou o nome de McBridge para alugar uma cópia da série ‘Sabrina, Aprendiz de Feiticeira’ em uma locadora de Oklahoma, a Movie Place. Como o VHS não foi devolvido, um processo foi aberto.  

De acordo com a CBS News, os documentos judiciais do caso apontam que Caron foi acusada em março de 2000 por “peculato de apropriação indébita de propriedade alugada”. Segundo as acusações, McBride “cometeu um desvio intencional, ilegal e criminosos de uma determinada fita cassete de vídeo ‘Sabrina, Aprendiz de Feiticeira’, no valor de US$ 58,59”. 

O pior de tudo, é que Caron McBride não se lembrava de ter alugado a fita de vídeo como também disse que não gostava nem um pouco da produção.

“Nunca assisti a esse programa em toda minha vida”, relatou ao The Guardian. “Enquanto isso, sou uma criminosa procurada por uma fita VHS. Eu nunca tentei enganar ninguém com ‘[Sabrina] Aprendiz de Feiticeira’. Eu juro”. 

As peças começam a se encaixar 

Com a informação sendo absorvida por seus pensamentos, Caron teve uma epifania sobre o que pode ter acontecido. Na época em que a fita foi alugada, em 1999, ela tinha um colega de quarto. 

“Eu morei com um jovem, isso foi há mais de 20 anos. Ele tinha dois filhos, entre 8 e 11 anos, e acho que foi ele que pegou e não devolveu”, relata.  

Imagem ilustrativa de uma VHS/ Crédito: Pixabay

 

Além disso, quanto mais a mulher pensava em tudo que aconteceu, mais partes enigmáticas de sua vida começavam a fazer sentido. Desde aquele ano, recorda, McBride havia sido demitida de diversos empregos — em todos eles os empregadores nunca explicaram o motivo. Agora, ela reflete que seu “passado criminal” é o responsável por isso. 

“Quando eles [empregadores] fizeram minha verificação de antecedentes criminais, tudo o que eles viram foram essas duas palavras: ‘peculato criminoso’”, disse espantada.  

Porém, parece que as coisas serão resolvidas, já que o escritório do promotor distrital do condado de Cleveland disse que encerrará as acusações contra Caron. Entretanto, ela ainda dependerá de uma intervenção legal para que as acusações criminais sejam retiradas de sua ficha.  

Além de McBride 

O caso de Caron, todavia, se torna mais curioso ainda pois a locadora onde o VHS foi retirado fechou em 2008. Porém, se engana quem pensa que outras pessoas não tiveram o mesmo problema que ela.  

Em 2016, como recorda matéria do All That Interesting, um morador da Carolina do Norte foi preso por não devolver uma fita que alugou em 2002, do filme de comédia ‘Freddy Got Fingered’, que no Brasil ganhou o título de ‘Fora de Casa!’. 

Ele, inclusive, foi detido depois que foi parado por um guarda, pois estava com o farol traseiro de seu veículo quebrado.

“O policial disse: 'Não sei como lhe dizer isso, mas há um mandado de prisão contra você de 2002. Aparentemente, você alugou o filme' Freddy Got Fingered 'e nunca o devolveu.' Achei que ele estava brincando”, relatou ao WSCOTV.


+Saiba mais sobre o tema por meio das obras disponíveis na Amazon:

A odisseia do cinema brasileiro, de Laurent Desbois (2016) - https://amzn.to/3qMPptK 

História do cinema mundial, de Franthiesco Ballerini (2020) - https://amzn.to/2Weo06h

Três roteiros, de Kleber Mendonça Filho (2020) - https://amzn.to/3n6vJyZ

O que é o cinema?, de André Bazin (2018) - https://amzn.to/2Kb9Hwi

A História do Cinema para quem tem pressa, de Celso Sabadin (2018) - https://amzn.to/3gwSUjo

O Discurso cinematográfico, de Ismail Xavier (2008) - https://amzn.to/3gvP6iu

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W