Matérias » Personagem

Dívidas e rancor: quem recebeu a herança milionária de Michael Jackson?

Quando o Rei do Pop faleceu em 2009, deixou um testamento controverso, que não incluía pessoas muito próximas a ele

Isabela Barreiros Publicado em 20/05/2020, às 09h00

Michael Jackson no clipe Speed Demon
Michael Jackson no clipe Speed Demon - Divulgação

A morte de Michael Jackson no dia 25 de junho de 2009 causou tanto escândalo quanto comoção mundial. Conrad Murray, médico responsável por dar remédios ao Rei do Pop, foi condenado por homicídio culposo e permaneceu ao menos dois anos atrás das grades. Mas ainda tinha mais: com o óbito do icônico artista, quem ficaria com sua milionária herança?

Ele, com certeza, foi um dos cantores de maior sucesso da história — arrecadou uma fortuna ao longo de suas décadas de carreira. No entanto, também era conhecido por suas dívidas, que estavam mais altas que nunca quando morreu.

Esse problema veio à tona durante o julgamento da morte do artista em 2013. Segundo a revista estadunidense Newsweek, o contador forense William R. Ackerman revelou informações importantes sobre as finanças de Michael durante seu depoimento. Ele afirmou que ele estava pagando, por ano, dívidas em por volta de US$ 30 milhões. Isso durante o período em que morreu.

Ackerman afirmou que isso esse valor estava cobrindo os juros do valor total de dívidas entre US$ 400 milhões e US$ 500 milhões, um valor absurdo e exorbitante. Para ele, os gastos vinham principalmente do Rancho Neverland, que contava com animais selvagens e um parque de diversões gigante, além de ter colocado “muito dinheiro em joias”.

Depois da morte

A mãe de Michael, Katherine Jackson, e os filhos do cantor em 2011 / Crédito: Divulgação

 

Mas isso foi sendo liquidado a partir do sucesso que o artista fazia mesmo morto. Tanto em vida quanto depois dela, ele foi um dos mais lucrativos cantores de todos os tempos. Segundo a Forbes, em 2016, o patrimônio de Michael era de US$ 825 milhões. Ele já tinha morrido há 7 anos, mas aquele foi o maior ganho em um ano feito por qualquer celebridade.

Suas dívidas milionárias provavelmente acabaram devido ao alto valor que ele ainda fazia e a sua herança — ainda milionária —, deixada após sua morte em 2009, causou diversas controvérsias ao longo dos anos.

Cada um de seus filhos, Prince, Paris e Blanket, receberiam cerca de US $ 33 milhões. No entanto, eles somente poderão adquirir a quantia total quando completarem 40 anos de idade. Atualmente, eles recebem uma pensão do fundo fiduciário que deve permanecer até os 21 anos de idade de cada um. Aos 30, terão acesso a um número de série, que será depositado para eles somente aos 40.

Segundo o tabloide Notícias do mundo, os herdeiros do astro do pop ficarão com por volta de 40% de todo o patrimônio de Michael. Ele está avaliado em US $ 250 milhões.

Além deles, apenas outro membro da família Jackson foi mencionado no testamento. A mãe do artista, Katherine Jackson, além de receber os outros 40% da riqueza, cerca de US $ 99 milhões, também ficou com a guarda dos três filhos do cantor. Como ela ainda não recebeu o valor total destinado a ela, a matriarca ganha US $ 81 milhões por mês. Quando falecer, parte de sua herança irá aos herdeiros de Michael.

Os 20% restantes, no entanto, foram destinados a doações em instituições de caridade. O pai, Joe Jackson, e nenhum dos irmãos do astro receberam parte dessa herança. Eles ficaram fora do testamento — e não gostaram nada disso.

Os Jacksons / Crédito: Wikimedia Commons

 

Vários dos irmãos tentaram obter ainda que um fragmento do valor. Para conseguir, valeram de tudo: chegaram até mesmo a alegar que o testamento era falso. As disputas pela riqueza do artista, em forma de batalhas judiciais, começaram em 2009 e permanecem até os dias de hoje. As ex-esposas de Michael também ficaram de fora do patrimônio.

Rancor? Muito se fala sobre a tensa relação do cantor com seu pai, que chegou até mesmo a ser considerado uma espécie de tirano. Falecido em 27 de junho de 2018, Joe não conseguiu receber nada do dinheiro do filho.

O que se sabe é que a divisão surpreendeu até mesmo as pessoas próximas a ele. Em entrevista anônima ao Notícias do mundo, uma fonte disse: "Michael tinha suas brigas com o pai e os irmãos, mas, sendo uma alma generosa que era, é quase inacreditável que tenhamos deixado nada".


+Saiba mais sobre Michael Jackson em grandes obras disponíveis na Amazon:

Intocável: A estranha vida e a trágica morte de Michael Jackson, por Randall Sullivan (2013) - https://amzn.to/2SaoTKz

Michael Jackson, por J. Randy Tamborelli (2012) - https://amzn.to/3aZRZom

Michael Jackson, o rei do pop, por Chris Roberts (2010) - https://amzn.to/2vxg9G

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du