Matérias » Estados Unidos

Majestic 12: o controverso comitê dos EUA para lidar com alienígenas

Tratado como teoria da conspiração, o grupo de cientistas, militares e funcionários do governo estadunidense seria responsável por gerenciar e ocultar achados extraterrestres

Isabela Barreiros Publicado em 12/09/2019, às 17h00

None
- Reprodução

O Majestic 12, ou apenas MJ-12, é um suposto comitê formado por 12 pessoas responsáveis por coordenar tudo que estivesse ligado à atividade extraterrestre, como a descoberta de OVNIS e naves alienígenas. Para evitar o pânico da população, eles estariam mantendo esses acontecimentos em segredo.

Segundo as teorias, o grupo foi criado em 1947 e comandado pelo ex-presidente dos Estados Unidos Harry S. Truman. Os membros seriam pessoas muito seletas do país: ministros da Defesa e do Exército, diretores do Serviço Secreto Norte-Americano, o general das Forças Aéreas e alguns dos cientistas mais importantes da época.

A história ganhou destaque em 1984 quando o produtor, autor e ufólogo Jaime Shandera recebeu um pacote misterioso com inúmeros rolos de filme. Os negativos revelavam, em oito páginas de documentos, a existência da MJ-12 e suas ações para recuperar e esconder naves extraterrestres e corpos de alienígenas.

Os relatórios que foram enviados ao ufólogo relatavam o "Caso Roswell", que teria acontecido em julho de 1947 no estado do Novo México, nos Estados Unidos. Os relatórios explicariam como o governo ocultou as evidências alienígenas e dizia que o país queria se envolver com a vida extraterrestre.

No entanto, os documentos são, no mínimo, controversos. As histórias confundem-se e as análises são inconclusivas. No site do FBI, é possível ver fotos dos papéis com "BOGUS" escrito com um marcador preto, a palavra significa “falso”.

Uma das páginas do documento, no site do FBI / Crédito: Reprodução

 

A agência afirmou que eles são “totalmente falsos”. O FBI também relatou que uma das maiores evidências é a assinatura do presidente Truman. No entanto, ao analisar a rubrica, percebeu-se que, na verdade, ela era parte de uma carta original do presidente, e foi fotocopiada nos documentos do Majestic 12.

“Eles eram desinformação clássica, documentos falsos criados para desempenhar um papel na real segurança nacional. Eles foram projetados e escritos para marcas específicas que fizeram com eles exatamente o que deveriam fazer” analisa Dunning.

Teoria da conspiração ou fato, a organização ficou famosa entre os ufólogos e pessoas com interesse em atividade extraterrestre. O MJ-12 também passou a fazer parte da cultura pop, sendo inspiração para o programa de TV Dark Skies e para a série X-Files, por exemplo.