Matérias » Personagem

Os homens da vida de Britney Spears — e como isso afetou a carreira da artista

A saúde mental da estrela do pop foi deteriorada por relacionamentos controversos, perseguição da mídia e pelo controle paterno

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 28/03/2021, às 08h00

Cena deletada do clipe original de Make Me (2016)
Cena deletada do clipe original de Make Me (2016) - Divulgação/Britney Spears

A produção Framing Britney Spears foi lançada pelo New York Times em parceria com o FX, em fevereiro deste ano, chegando recentemente ao Brasil, na plataforma da Globoplay. Acompanhando a vida da estrela do pop, o documentário expõe o drama vivido por Britney desde o começo da sua carreira até os dias de hoje.

Nos holofotes novamente está também a batalha judicial vivida pela cantora, que luta para conseguir controlar sua carreira novamente. Até hoje, a artista está sob a tutela do pai, Jamie Spears, responsável por controlar sua vida em inúmeros âmbitos.

Isso não foi ao acaso. Para chegar nesse ponto, onde Britney tenta conquistar sua liberdade novamente, ela passou por diversos episódios controversos que marcaram sua carreira e intimidade. No auge ainda muito nova, ela passou a ser perseguida e exposta pela mídia.

Imagem pessoal de Spears /Crédito: Divulgação - Framing Britney Spears

 

Framing Britney Spears mostra claramente os danos dos anos de assédio da imprensa à saúde mental da cantora, que teve um ponto de ruptura importante em 2007. Naquele ano, acontecia o ‘colapso’ de Britney, que virou manchete ao raspar a cabeça e ‘agredir’ um fotógrafo.

Além da perseguição da imprensa e uma sexualização desde o começo de sua carreira, relacionamentos conturbados também alimentaram a derrocada da saúde mental de Britney. Em vez de companheiros, a cantora teve mais problemas tanto em sua vida profissional quanto pessoal.

Os homens da vida de Britney

O primeiro namoro da cantora já demonstrava o que viria por aí. Como relatou a o GQ, ela conheceu Justin Timberlake quando os dois ainda eram crianças, mas eles começaram a namorar em 1999, em um relacionamento completamente exposto à mídia.

Embora fosse muito jovem, repórteres questionavam o casal sobre a intimidade dos dois, inclusive sobre a virgindade de Britney. Mas a situação ficou ainda pior quando os dois terminaram sob suspeita de traição da artista. 

Britney Spears e Justin Timberlake em evento público / Crédito: Divulgação

 

Na época, a mídia repercutiu que o coreógrafo Wade Robson poderia ter sido pivô da separação e Timberlake lançou ‘Cry Me a River’, onde lamentava o fim de um relacionamento destruído devido uma traição.

Depois disso, o segundo homem com quem Britney se envolveu publicamente foi Jason Alexander, um amigo de infância, em 2004. Os dois decidiram se casar em Las Vegas, mas a relação acabou sendo relâmpago: eles anularam a cerimônia em apenas 55 horas. No entanto, isso já foi motivo para colocar a cantora com uma imagem negativa na mídia.

A cantora viria a se casar de novo, oficializando seu relacionamento com Kevin Federline ainda naquele ano e tendo dois filhos nos anos seguintes. Porém, o conto de fadas virou pesadelo e Spears passou por outro divórcio, que se mostrou mais conturbado devido à guarda das crianças.

A vida da estrela do pop estava um completo caos — mas, como é possível perceber, a situação conseguiu ficar ainda pior. Entre 2007 e 2008, ela se envolveu com o empresário Sam Lutfi. Conforme exposto no documentário recente, o homem é acusado pela própria família de Britney de ter manipulado a cantora e até mesmo a drogado, o que ele nega.

Cartaz de um dos protestos do movimento #FreeBritney. Crédito: Getty Images

 

Em uma entrevista ao jornal Yediot Ahronot, a cantora falou sobre os momentos difíceis de sua carreira. Entre os parceiros abusivos, escândalos exagerados criados pela imprensa, sexismo e sexualização precoce, o resultado foi uma vida perturbada. 

“Minha vida era controlada por muita gente e isso não me deixar ser eu mesma. Eu estava perdida e não sabia o que fazer comigo mesma. Eu estava tentando agradar todo mundo perto de mim porque esta é quem eu sou por dentro. Tem momento que eu olho para trás e penso ‘onde eu estava com a cabeça?’ Eu deveria ter me dado mais pausas e ter me responsabilizado pela minha saúde mental”, desabafou.


+Saiba mais sobre Britney Spears em grandes obras disponíveis na Amazon:

Britney Spears: Menina perdida, por Christopher Heard (2011) - https://amzn.to/3jIcWck

Britney Spears: In Her Own Words Britney Spears, por Peter Jennings (2017) - https://amzn.to/377ly7m

Britney Spears: An Unauthorized Biography, por Alix Strauss (1999) - https://amzn.to/2MYfwPv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W