Matérias » Entretenimento

O tumultuado relacionamento de Britney Spears e Justin Timberlake

Atenção da mídia e suposta traição: um dos casais mais famosos da década de 2000 marcou o mundo do entretenimento com aparições marcantes e músicas de sucesso

Alana Sousa Publicado em 31/01/2021, às 14h00

Britney Spears e Justin Timberlake com roupas combinando no VMA 2001
Britney Spears e Justin Timberlake com roupas combinando no VMA 2001 - Divulgação

O mundo do entretenimento foi marcado na década de 2000 por casais que atraíam uma multidão de fãs — além, é claro, da atenção da imprensa. Entre eles Jennifer Aniston e Brad Pitt, Jennifer Lopez e Ben Affleck, e Leonardo DiCaprio e Gisele Bündchen ganhavam espaço nos tabloides, que se alimentavam tanto de momentos íntimos quanto de polêmicas sensacionalistas.

Todavia, o par amoroso mais popular era, sem dúvidas, Britney Spears e Justin Timberlake. O então integrante de uma das maiores boybands da época, 'N Sync, havia encontrado a Princesa do Pop, dona de hits memoráveis como Baby One More Time e Oops!... I Did It Again, e assumido o relacionamento para o público.

Os admiradores e paparazzis buscavam a todo custo uma fotografia ou relato do casal, que estava no auge de suas carreiras musicais. Britney havia conhecido Justin em meados dos anos 1990, mas apenas em 1999 que a relação fora revelada.

Pelos anos seguintes, os artistas marcaram presença em eventos e premiações da indústria americana. A mais marcante delas talvez seja a do VMA de 2001, quando Spears e Timberlake apareceram na celebração anual da MTV com as vestes combinando.

Britney Spears e Justin Timberlake em evento público / Crédito: Divulgação

 

Vestindo roupas feitas em jeans, a cantora de Toxic surgiu com um vestido, enquanto Justin apareceu usando um conjunto e um chapéu, tudo em azul bem claro. A ocasião ficou marcada na história da premiação, assim como na memória dos amantes de música pop.

O declínio e a suposta traição

Tudo parecia ir bem com um dos casais mais amados do mundo, até que uma notícia repentina circulou no meio artístico. Era 2002 e a relação de Timberlake e Britney chegara ao fim. Não havia motivos aparentes para que o namoro acabasse; então, as especulações tiveram início — impulsionadas por uma música.

Em novembro daquele ano, Justin lançou seu primeiro álbum solo, intitulado Justified. Na obra uma música em particular se destacou: ‘Cry Me a River’ (em tradução livre para o português, ‘Chore um Rio por Mim’). Na canção, o artista lamentava o fim de um relacionamento que fora destruído por causa de uma traição.

“Você não precisa dizer o que fez. Eu já sei, descobri através dele. Agora não há mais chances pra você e eu”, cantava Timberlake em uma parte da composição. Rapidamente, rumores de que a Princesa do Pop havia o traído ganharam o mundo.

Um dos — muitos — jornais que reproduziu os boatos de infidelidade foi o The Sun, apontando o coreógrafo Wade Robson como pivô da separação. Segundo o veículo, o ex-integrante do 'N Sync teria encontrado um bilhete enviado para a amada, que teria autoria de Wade.

O casal no início da década de 2000 / Crédito: Divulgação

 

Ainda que Timberlake tenha vindo a público para desmentir a suposta traição, sua música ganhava mais popularidade com o passar dos dias, impedindo a narrativa de cair em esquecimento. Na época, o cantor falou ao The Telegraph sobre a separação de Britney, descrevendo o período como “absolutamente doloroso”.

Por outro lado, fontes próximas a Spears contavam que o motivo do término era a diferença que ambos esperavam para o futuro da relação. Enquanto a americana desejava se casar, o parceiro queria adiar tal decisão — vista como muito importante para apenas dois anos de namoro.

Após a declaração de Justin para o The Sun, foi a vez de Britney comentar sobre o assunto mais falado do momento: “Ainda estou sofrendo, mas estou tentando ver isso como uma experiência. O pior é que todo mundo quer falar comigo sobre isso. Onde quer que eu vá, as pessoas perguntam como eu estou. É uma sensação estranha se acostumar a ficar solteira de novo, mas acho que terei que lidar com isso”.

Embora as entrevistas fossem frequentes para tentar, de alguma forma, cessar os comentários maldosos, uma conversa com a apresentadora Barbara Walters foi alvo de mais controvérsias. No episódio, Justin revelou um juramento que tinha feita à ex-namorada: “eu prometi a ela que não diria especificamente nada do motivo do término”.

O real motivo até hoje é um enigma, porém, os próprios protagonistas dessa saga já superaram o ocorrido, com direito a piadas recentes nas redes sociais. Dançando uma música do antigo parceiro amoroso no Instagram, Spears ironizou: “Eu sei que tivemos uma das maiores separações do mundo há 20 anos... mas ei, o homem é um gênio”.


+Saiba mais sobre música por meio das obras disponíveis na Amazon:

Moonwalk (Edição Inglês), de Michael Jackson (2009) - https://amzn.to/3aQpB7H

The King of Style: Dressing Michael Jackson (Edição Inglês), de Michael Bush (2012) - https://amzn.to/2UQgVsB

Como Ouvir e Entender Música, de Aaron Copland (2017) - https://amzn.to/3c8V7ht

Falando de música, de Leandro Oliveira (2020) - https://amzn.to/2xkz6O5

Uma breve história da música, de Roy Bennett (1986) - https://amzn.to/3a35ylg

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W