Matérias » Múmias

Unidos após a morte: As múmias de mãe e filho enterradas juntas

Encontrados em 1994, em uma cripta secreta em igreja da Hungria, os esqueletos tiveram suas vidas decifradas por pesquisadores

Alana Sousa Publicado em 04/06/2020, às 17h00

Montagem das múmias da mulher e seu filho
Montagem das múmias da mulher e seu filho - Divulgação

Múmias são muitas vezes uma forma de relembrar o passado — ou se impressionar com ele. Desde o início da humanidade restos mortais de pessoas de diferentes situações são encontrados dos mais diversos ambientes: no Egito antigo ou na Hungria.

Esse foi o caso de uma fascinante múmia de mulher enterrada com seu bebê, os cadáveres foram localizados em uma cripta secreta na Igreja Domincan de Vác, Hungria, em 1994. Dos 250 esqueletos achados, essa família em particular chamou atenção dos pesquisadores, que queriam entender mais sobre a história da mãe e filho.

Família Orlovits

Após serem levadas para os Estados Unidos, para uma análise aprofundada, os estudiosos foram capazes de estabelecer o ano de morte e a causa do óbito de ambas as múmias. A equipe foi liderada pela Dra. Linda Sutherland e seu marido, James Sutherland.

Múmia de Veronica Skripetz / Crédito: Divulgação

 

A mulher chamava-se Veronica Skripetz e seu filho, Johannes Orlovits. Veronica teria falecido devido a uma grave tuberculose, em 1808, aos 38 anos de idade; enquanto Johannes morrera com apenas 1 ano, de desinteria, possivelmente causada por um micróbio. Ele era seu terceiro filho, como os outros, também não chegou a alcançar mais de 2 anos de vida. Os resultados foram obtidos através de tomografias computadorizadas, realizadas na década de 2010.

Além de mãe e filho, outro membro da família também foi enterrado na mesma tumba. Trata-se de Michael Orlovits, o primeiro marido de Veronica e pai da criança. O homem morreu dois anos antes de sua esposa, em 1806, aos 41 anos. A morte de Michael não está clara para os especialistas, apesar da hipótese de tuberculose estar descartada. Acredita-se que ele pode ter sofrido algum tipo de acidente de trabalho, e por falta de informações, seu óbito é inconclusivo.

Apesar das revelações trazidas à tona com pesquisas especializadas, as próprias sepulturas já constavam dados importantes sobre cada pessoa enterrada. Nome, data de nascimento, status civil, e com sorte, também a ocupação do falecido era escrita do lado de fora de seu caixão.

 Johannes Orlovits / Crédito: Divulgação

 

Além do amplo conhecimento sobre os esqueletos em vida, o estado das múmias impressionou os arqueólogos. "Quando eles abriram os caixões ... para sua surpresa, os cabelos, pele e roupas não tinham se deteriorado. Geralmente, quando você abre um caixão, encontra restos esqueléticos e que o tecido mole se deteriorou”, disse Linda Sutherland.

Bem conservada após a morte, Veronica era uma mulher pequena e magra, o que pode ter sido uma indicação de sua doença, a tomografia mostrou cicatrizes em seu pulmão, indicando que ela estava doente por um longo tempo antes de falecer.

Já, o bebê Johannes tinha um estado aparentemente saudável, o que mostra que sua morte foi de repente e inesperada. Naquela época, sem tratamento moderno, uma doença que hoje pode ser facilmente tratada, era fatal.

Da cripta secreta para exibição em museus

Múmia de Veronica Skripetz / Crédito: Divulgação

 

Pouco mais de dez anos depois da descoberta, a família Orlovits integrou a primeira amostra para o público, na exibição Múmias do Mundo, no Museu Bowers, localizado na Califórnia. O projeto viajou o mundo, até chegar a Los Angeles, em 2010, quando os corpos foram estudados pelo casal Sutherland.

Hoje, integram a coleção do Museu Nacional de História Húngara, onde o antropologista Ildiko Pap afirma que está os “tratando com dignidade” e acrescenta que “eles não são objetos, não são artefatos, são pessoas”.


+Saiba mais sobre múmias através das obras abaixo, disponíveis na Amazon:

Coleção A Múmia (DVD) - https://amzn.to/2JLcngM

Box - Trilogia - A Múmia (DVD) - https://amzn.to/34n85FW

Múmias do Egito: Livro de adesivos, de Kirsteen Robson (2010) - https://amzn.to/2xbi3hc

Múmias: Segredos dos Faraós, 2010, Estados Unidos, 39 min (Amazon Prime Vídeo) - https://amzn.to/2w5nJJp

Segredos do Dinossauro Mumificado, 2017, Estados Unidos, 53 min (Amazon Prime Vídeo) - https://amzn.to/2w5nJJp

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W