Velhos ancestrais no Piauí

Acaba a polêmica: o Piauí foi ocupado há 58 mil anos

Cláudia de Castro Lima Publicado em 01/02/2007, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

E não é que ela sempre teve razão? A arqueóloga Niède Guidon defendia há pelo menos duas décadas que a ocupação humana no Brasil teria cerca de 58 mil anos – e não 15 mil anos, como afirmava a comunidade internacional. Ela baseava sua pesquisa em artefatos encontrados no Boqueirão da Pedra Furada, no Piauí, que teriam entre 33 mil e 58 mil anos. Só agora, em dezembro último, um estudo deu razão a Niède. Conduzido pelos pesquisadores Eric Boeda, da Universidade de Paris, e Emílio Fogaça, da Universidade Católica de Goiás, ele reafirmou a datação feita anteriormente pela arqueóloga.