Curiosidades » Egito Antigo

5 artefatos curiosos descobertos na tumba de Tutancâmon

Os objetos foram encontrados próximos à múmia do faraó menino e tinham como objetivo ajudar Tut em seu caminho para a vida após a morte

Isabela Barreiros Publicado em 11/11/2020, às 07h00

Busto do faraó e joia encontrada na tumba
Busto do faraó e joia encontrada na tumba - Divulgação - Laboratoriorosso, Viterbo/Itália

Há pouco mais de 98 anos, o egiptólogo britânico Howard Carter foi responsável por encontrar uma das maiores descobertas arqueológicas do século passado: a tumba do faraó Tutancâmonno Vale dos Reis, no Egito. 

Era apenas o começo de uma exploração que ainda intriga pesquisadores. Dentro do grande local que guardava o rei Tut, foram localizados ainda inúmeros artefatos que demonstram tanto a riqueza de seu reinado quanto as práticas ritualísticas daquele período histórico. 

Pensando nisso, separamos 5 objetos curiosos descobertos na tumba de Tutancâmon. Confira!

1. Sandálias de ouro e biqueira para os dedos

Crédito: Divulgação - Laboratoriorosso, Viterbo/Itália

 

Tutancâmonestava acompanhado de itens que provavelmente usou durante a vida e que usaria, de acordo com a crença, durante o pós-morte. Foram encontradas, dentro da tumba do faraó menino, sandálias feitas de ouro maciço, que tinham objetivo funerário mas também devem ter sido vestidas por ele antes de morrer.

Os pés do rei também estavam sendo bem cuidados. Na verdade, a múmia do egípcio estava usando uma espécie de biqueiras na ponta de seus dedos, que serviam para manter a forma dos membros de Tut mesmo após um longo período. Tudo isso feito de ouro, claro, para que pudesse durar ‘para sempre’.


2. Jogos

Crédito: Divulgação - Laboratoriorosso, Viterbo/Itália

 

Como era pensado que o faraó teria uma vida após a morte, nada mais correto que deixá-lo com itens importantes sua tumba. Os pesquisadores identificaram comida, roupas, armas, todo tipo de coisa que ele poderia precisar — mas ele também precisaria de alguma diversão. 

Foram encontrados inúmeros jogos junto com o sarcófago e um deles era muito popular na época. Conhecido como Senet, o jogo de tabuleiro descoberto na tumba de Tutancâmon tinha como objetivo principal para o jogador fazer com que ele consega chegar no pós-morte.


3. Bumerangue

Crédito: Divulgação - Laboratoriorosso, Viterbo/Itália

 

Segundo Tarek El Awady, curador da exposição Tutankhamon: Tesouros do Faraó Dourado, foram encontrados muitos bumerangues dentro da tumba de Tut, tanto os que retornam quando você os lança quanto os que não voltam para o lugar inicial. 

Embora possa parecer estranho que esse objeto estivesse lá, o especialista explica: “Eles eram usados ​​pelo menos desde o Reino Antigo, muitas centenas de anos antes de Tutancâmon. A representação mais famosa de seu uso foi a de um bumerangue sendo lançado de um barco nos pântanos do Delta, para a captura de pássaros”.


4. Instrumento musical

Crédito: Divulgação - Laboratoriorosso, Viterbo/Itália

 

Sim, o local do descanso final do faraó menino tinha de tudo, inclusive um instrumento musical portátil de nome sistro. Supõe-se que ele foi tocado durante o rito de enterro de Tut, possivelmente por Anquesenamom, uma de suas esposas, visto que o instrumento era interpretado em sua maioria por mulheres.

El Awady esclarece que o sistro possuía um valor muito maior que o musical, sendo considerado o instrumento favorito de Hathor, uma das divindades mais queridas do Egito Antigo. O pesquisador afirma que  “acreditava-se que o som estridente que faziam trazia vida ao corpo”.


5. Joias

Crédito: Divulgação - Laboratoriorosso, Viterbo/Itália

 

A riqueza também acompanhou o faraó menino em seus dias na vida pós-morte. Pesquisadores identificaram inúmeras joias e algumas chamaram a atenção por suas representações de divindades. Uma delas, conhecida como peitoral (um grande colar), era um falcão simbolizando o deus Hórus, um dos maiores protetores dos reis egípcios.

A mais impressionante, porém, provavelmente foi a joia feita de lápis-lazúli que representa um escaravelho, considerado sagrado no Egito Antigo. O deus que se apresentava como ele era Khepri, responsável pelo renascimento. Como é possível perceber, tudo foi pensado para ajudar Tut em seu caminho para a vida após a morte.


+Saiba mais sobre o Egito Antigo em grandes obras disponíveis na Amazon Brasil

O Livro dos Mortos do Antigo Egito, de E. A. Wallis Budge (2019) - https://amzn.to/2vzXF8o

Egito Antigo, de Stewart Ross (2005) - https://amzn.to/2vzQa1b

Desvendando O Egito, de Sergio Pereira Couto (2008) - https://amzn.to/3aZcz8l

As Dinastias do Antigo Egito, de Charles River Editors (2019) - https://amzn.to/2u7EjXV

Monotheismus Und Kosmotheismus: Agyptische Formen Eines 'Denkens Des Einen' Und Ihre Europaische Rezeptionsgeschichte, de Jan Assmann (1993) - https://amzn.to/385In98

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W