Curiosidades » Arqueologia

As mais impressionantes descobertas da última semana

Papiro egípcio com capítulo do ‘Livro dos Mortos’, tesouro indígena, monumento de 5 mil anos jamais visto antes e muito mais!

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 31/01/2021, às 08h00

Pilar de pedra encontrado em Victoria, Canadá
Pilar de pedra encontrado em Victoria, Canadá - Divulgação - The Canadian Press

1.Papiro com capítulo do "Livro dos Mortos" em Saqqara

Crédito: Divulgação - Ministério de Antiguidades do Egito

 

Escavações arqueológicas realizadas em Saqqara, no Egito, revelaram um sarcófago com um item impressionante: um papiro de quatro metros de comprimento que contém o décimo sétimo capítulo do Livro dos Mortos. Os pesquisadores acreditam que o manuscrito tenha pertencido a um um homem chamado Pukhaef.

Confira a notícia completa aqui.


2. Origem de pilar encontrado em praia do Canadá 

Em julho do ano passado, um pilar misterioso foi encontrado em uma praia no Canadá. Na última semana, especialistas finalmente descobriram sua origem: ele era indígena. O artefato ainda não foi datado, mas é provável que ele tenha sido uma pedra especial criada para rituais e cerimônias.

Confira a notícia completa aqui.


3. Naufrágio de 300 anos no mar da Noruega

Mergulhador segura grande frasco encontrado no veleiro / Crédito: Divulgação

 

Mergulhadores descobriram na costa de Mandal Dykkerklubb, Noruega, um veleiro irlandês com excelente preservação que afundou em 1720. Durante 300 anos, seu paradeiro permaneceu desconhecido. Agora, os pesquisadores identificaram, além do navio, um pote de barro, um cachimbo de giz, garrafas e porcelanas bem preservados.

Confira a notícia completa aqui.


4. Etiquetas de identificação de crianças em Sobibor, na Polônia

Crédito: Divulgação - Yoram Haimi

 

Arqueólogos encontraram etiquetas de identificação de metal de quatro crianças enviadas ao campo de extermínio de Sobibor, na Polônia. Os identificadores pessoais eram de jovens de 5 a 11 anos de idade, todos de Amsterdã, Holanda e mostravam seus nomes, data de nascimento e cidade natal.

Confira a notícia completa aqui.


5. Raro forno romano em estrada do Reino Unido

Base de forno romano encontrada / Crédito: Divulgação/Worcestershire County Council

 

Escavações realizadas ao longo da rota da Spalding Western Relief Road, no Reino Unido, revelaram um item bastante incomum: um raro forno romano, também conhecido como tannur. Os arqueólogos também descobriram uma pedra romana para moer grãos, um dedal medieval de cobre e um cabo de faca medieval feito de osso.

Confira a notícia completa aqui.


6. Peculiar casa de 1.500 anos na Turquia

Crédito: Divulgação - Archaeological Exploration of Sardis/President and Fellows of Harvard College

 

Na Turquia, uma casa de aproximadamente 1.500 anos foi identificada. Segundo os pesquisadores, é provável que ela tenha sido habitada por alguma autoridade militar ou civil da região, devido aos artefatos de guerra encontrados, como cinco espadas longas. Eles também identificaram impressões de patas de cachorros no local.

Confira a notícia completa aqui.


7. Cemitério anglo-saxão com restos humanos na Inglaterra

Artefatos encontrados no local / Crédito: Divulgação - Mola

 

Especialistas descobriram o que se acredita ser o maior cemitério anglo-saxão já identificado. O local contém 154 sepultamentos e cerca de 3 mil artefatos, como joias, armas, pedaços de tecido e outros utensílios. Acredita-se que muitos dos artefatos e restos humanos remontem à 4 mil anos atrás.

Confira a notícia completa aqui.


8. Análise de esqueletos de britânicos da Idade Média 

Crédito: Divulgação - Universidade de Cambridge

 

Pesquisadores estudaram 314 esqueletos enterrados em três diferentes cemitérios na cidade de Cambridge, na Inglaterra, entre 1100 e 1530. Com a pesquisa, eles chegaram à conclusão de que pessoas de classes mais baixas sofreram com traumas físicos em seus ossos, demonstrados pelo fato de 44% dos membros da classe trabalhadora analisadas apresentarem fraturas ósseas.

Confira a notícia completa aqui.


9. Granada da Primeira Guerra em Jerusalém

Crédito: Divulgação - Twitter

 

Em Jerusalém, uma granada que data da Primeira Guerra Mundial foi desenterrada de uma cisterna no centro da cidade. Os pesquisadores acreditam que ela tenha origem britânica e tenha sido jogada por uma pessoa que já a tinha descoberto no passado, e que temia que ela explodisse. 

Confira a notícia completa aqui.


10. Monumento de 5 mil anos jamais visto antes

Radares detectaram a presença do monumento / Crédito: Divulgação/ HES/ Dave Cowley 

 

Por meio de radares com tecnologia ótica de detecção remota, especialistas descobriram um monumento jamais visto antes na Ilha de Arran, na Escócia. Eles acreditam que trata-se de uma espécie de templo, como uma catedral, que data do período neolítico, ou seja, cerca de cinco mil anos atrás. 

Confira a notícia completa aqui.


+Saiba mais sobre arqueologia por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Arqueologia, de Pedro Paulo Funari (2003) - https://amzn.to/36N44tI

Uma breve história da arqueologia, de Brian Fagan (2019) - https://amzn.to/2GHGaWg

Descobrindo a arqueologia: o que os mortos podem nos contar sobre a vida?, de Alecsandra Fernandes (2014) - https://amzn.to/36QkWjD

Manual de Arqueologia Pré-histórica, de Nuno Ferreira Bicho (2011) - https://amzn.to/2S58oPL

História do Pensamento Arqueológico, de Bruce G. Trigger (2011) - https://amzn.to/34tKEeb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W