Curiosidades » Hollywood

Mary-Kate e Ashley Olsen: o que aconteceu com as gêmeas mais famosas de Hollywood?

Estreando em Hollywood com 6 meses de idade, a dupla de atrizes cresceu na frente das câmeras e mudou drasticamente de carreira na fase adulta

Alana Sousa Publicado em 15/11/2020, às 10h00

Mary-Kate e Ashley Olsen ainda crianças
Mary-Kate e Ashley Olsen ainda crianças - Divulgação

Fazendo sua estreia em Hollywood com apenas seis meses de idade, Mary-Kate e Ashley Olsen, as Gêmeas Olsen, eram uma das atrizes mirins mais famosas das décadas de 80 e 90. Estrelando o seriado Full House, um sucesso de audiência e um dos mais populares da época, a dupla estava vivendo uma ascensão profissional enquanto cresciam em frente às câmeras.

Em pouco tempo passaram dos seriados para os filmes feitos para a televisão, protagonizando clássicos como As Gêmeas de Sorte (1992) e Confusão no Velho-Oeste (1994). Porém, a fama cresceria ainda mais com a chegada de Mary-Kate e Ashley no cinema.

Em 1995, atuaram em Namoradas do Papai — que foi reprisado muitas vezes na Sessão da Tarde —, mas como muitos atores mirins, passar a infância e começo da adolescência trabalhando foi bastante desgastante.

Dez anos mais tarde, em 2004, elas estrelaram o último grande filme da carreira, No Pique de Nova York. Após isso, foram raras as aparições das Gêmeas Olsen em qualquer produção cinematográfica, além da ausência de ambas nas redes sociais. Afinal, o que aconteceu com Ashley e Mary-Kate, agora com 34 anos?

Ashley e Mary-Kate, respectivamente / Crédito: Wikimedia Commons

 

De Hollywood ao mundo da moda

Atualmente, o sobrenome Olsen na indústria do cinema é representado pela irmã mais nova da dupla, Elizabeth Olsen. A atriz de 31 anos, vive uma das heroínas mais amadas dos quadrinhos nas adaptações para as telonas pela Marvel Cinematic Universe. Dando vida à Wanda Maximoff, a Feiticeira Escarlate, a jovem tem uma legião de fãs e foi escalada para protagonizar a série da personagem que estreará no início de 2021.

Por outro lado, as gêmeas anunciaram em 2014 que deixariam de atuar, focando apenas no mundo da beleza e da moda. Desde então, ambas possuem várias linhas de roupas femininas, focada em meninas de 4 e 14 anos; além de colônias e perfumes.

Após o sucesso no mundo fashion, Mary-Kate e Ashley decidiram ousar ainda mais e lançaram uma marca de alta costura para mulheres, intitulada The Row. Críticos de moda elogiaram as criações das americanas, aclamando-as com o prêmio de Designer de Moda Feminina do Ano pelo Conselho de Designers de Moda da América, em 2012 — e outro em 2015.

Não só da mídia as irmãs prodígios decidiram se afastar, a ausência delas e todas as redes sociais é algo que causou estranhamento nos fãs. Em entrevista à Hello Maganize, Ashley explicou a decisão: “Não mergulhamos nesse mundo das mídias sociais; não temos Instagram ou Facebook. Por isso nunca estivemos conectadas com nossos clientes ou fãs dessa forma. Ficamos bem protegidas”. Portanto, foi um alvoroço na internet quando as gêmeas apareceram na rede social da marca Sephora em 2016 para promover uma de suas fragrâncias.

As aparições das ex-atrizes são bastante específicas e pontuais, na maioria das vezes em eventos desfiles ou eventos de moda, como o famoso Met Gala, organizado pela revista Vogue. Foi na primeira edição das irmãs que outro fator atraiu a atenção do público.

Ashely, à esquerda, e Mary-Kate, à direita, no Met Gala / Crédito: Divulgação

 

Além de terem estado por um longo tempo longe dos olhos da mídia, a aparência de ambas tinha mudado de forma drástica, elas já nem se pareciam tanto. Porém, a razão por trás disso era trágica.

Apesar de muitos veículos da imprensa especularem que a dupla teria passado por muitas cirurgias plásticas, Mary-Kate sofria de anorexia nervosa, e travou uma longa batalha contra a doença na década passada. Já Ashley, foi acometida com Lyme, bactéria transmitida por picada de carrapato.

Assim, as Gêmeas Olsen não se pareciam mais com aquelas crianças que os telespectadores conheciam e se lembravam. Mesmo longe das câmeras, elas conseguiram criar um império da moda, aumentando sua fortuna e se consolidando como grandes estilistas contemporâneas.


+Saiba mais sobre Hollywood por meio das obras disponíveis na Amazon:

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

Hollywood Babylon: The Legendary Underground Classic of Hollywood's Darkest and Best Kept Secrets (Edição Inglês), de Kenneth Anger (1981) - https://amzn.to/2RurMWU

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W