Curiosidades » Família real britânica

Paternidade de Harry e rainha reptiliana: as teorias bizarras envolvendo a família real britânica

A corte de Elizabeth II é alvo das mais alucinantes teses conspiratórias; conheça algumas delas

Alana Sousa Publicado em 17/03/2021, às 16h00

A rainha Elizabeth II e o príncipe Philip na cerimônia de coroação
A rainha Elizabeth II e o príncipe Philip na cerimônia de coroação - Getty Images

A família real britânica consegue se manter como a monarquia mais popular do mundo. Entre intrigas, mortes, polêmicas e regras peculiares, os membros atraem a atenção da imprensa quase diariamente.

Vista como distante da sociedade, muitos podem apenas imaginar o que se passa na corte da rainha da Inglaterra. Devido a isso, teorias da conspiração surgem para tentar explicar acontecimentos turbulentos da realeza.

Confira abaixo 4 teses malucas envolvendo a monarquia inglesa.

1. Filho bastardo

Apesar de todos saberem que o príncipe Charles e a princesa Diana tiveram dois filhos, William e Harry, alguns acreditam que o filho de Elizabeth II não seja o verdadeiro pai do menino mais novo. Uma bizarra teoria conspiratória afirma que o Duque de Sussex é fruto de um caso extraconjugal de Lady Di, conforme noticiou o site Cosmopolitan.

Montagem de James ao lado de Harry / Crédito: Creative Commons

 

Ainda que a Princesa de Gales tenha revelado em sua polêmica entrevista ao programa Panorama da BBC, em 1995, que ficou com o ex-militar britânico James Hewitt por cinco anos, de 1986 a 1991, quando Harry já era nascido, o rumor persiste. A principal indicação seria as semelhanças físicas entre o amante e o príncipe; entretanto, um exame de DNA mostrou que de fato Charles é o pai.


2. Morte encomendada?

O trágico acidente de carro que matou a princesaDiana, seu namorado e o motorista do automóvel também é alvo de conspiracionistas. Oficialmente, o veículo estava fugindo dos paparazzi em Paris, França, quando ocorreu o desastre; uma hipótese extraoficial alega que a morte fora encomendada pela família real britânica.

Veículo após o acidente / Crédito: Divulgação

 

Os aspectos das teorias são diversos e incluem uma possível gravidez de Lady Di — indesejada pela corte de Elizabeth II —, embriaguez e atividades suspeitas do motorista Henri Paul, e um plano profissional que consistia em cegar o piloto do carro com um flash de luz por alguns segundos para que ele perdesse o controle da direção. Uma prova contundente seria uma suposta carta da princesa na qual ela afirma: “Esta fase particular da minha vida é a mais perigosa - meu marido está planejando 'um acidente' no meu carro’”.

Apesar da persistência de várias questões que continuam sem resposta, o caso foi dado como encerrado, as teorias foram classificadas como não plausíveis.


3. Elizabeth II é uma reptiliana

Os reptilianos são seres humanoides que vieram de uma civilização antiga e avançada para a Terra. Sob disfarces humanos, eles se infiltram em meio à sociedade e exercem funções de poder para nos controlar. Um desses grandes répteis mascarados seria ninguém menos que a rainha da Inglaterra, Elizabeth II.

Elizabeth II com o marido e os filhos / Crédito: Wikimedia Commons

 

David Icke, famoso conspiracionista britânico acredita na tese, afirmando que por séculos a monarquia inglesa foi um dos principais agentes da política mundial, um forte indício de que haveria um reptiliano infiltrado. O estudioso ainda conta que seria um costume dos reptilianos selar casamento entre membros da própria família para perpetuar o poder e a nobreza, assim como acontece desde a Idade Média com os membros reais europeus.

Já para os meros plebeus, o indicador é a longevidade de Lilibeth. No auge dos seus 94 anos, a monarca já presenciou guerras, trocas de governantes e as maiores conquistas da humanidade. Ainda assim, aparenta estar conservada.


4. O crime de Philip

O marido de Elizabeth II, Philip, o Duque de Edimburgo, esteve no centro de uma acusação controversa. Para Mohamed Al Fayed, o pai de Dodi Al-Fayed, namorado de Diana, o homem foi o principal mandante do assassinato de seu filho.

Memorial para Diana e Dodi Fayed / Crédito: Wikimedia Commons

 

Isso, pois, a família real britânica estaria descontente com a princesa ter encontrado um namorado mulçumano. A acusação faz parte da teoria conspiratória de que a princesa estaria grávida de Dodi, o que geraria um irmão mulçumano para Harry e William. Mohamed fez as acusações durante o funeral de Lady Di, mas elas nunca foram comprovadas.


+Saiba mais sobre a família real britânica por meio de obras disponíveis na Amazon:

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

O Amor Da Princesa Diana, de Anna Pasternack (2018) - https://amzn.to/2xOZ8c9

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/2yFZMcv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7