Coronavírus » Estados Unidos

Zoológico testa positivo para COVID-19 em três leões e quatro tigres nos EUA

Os casos são os primeiros de animais nos Estados Unidos e um dos primeiros em animais não-domésticos no mundo

Wallacy Ferrari Publicado em 06/04/2020, às 09h20

A tigre-malaia Nadia em montagem com uma representação gráfica do COVID-19
A tigre-malaia Nadia em montagem com uma representação gráfica do COVID-19 - Divulgação / WCS

O primeiro caso de infecção animal pelo novo coronavírus nos Estados Unidos foi registrado no Jardim Zoológico do Bronx, no estado de Iowa. Duas fêmeas malaias, dois tigres-siberianos e três leões africanos apresentaram uma tosse seca nas últimas semanas e passaram por exames no Laboratório Nacional de Serviços Veterinários do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

A primeira confirmação foi a da fêmea Nadia, de 4 anos, que teve o resultado de seu teste divulgado em um comunicado publicado no domingo, 5, pela Sociedade de Conservação da Vida Selvagem (WCS). O zoológico interrompeu suas atividades desde 16 de março e os animais já estão sob cuidados veterinários, mas apresentam diminuição de apetite — um dos sintomas do Covid-19.

A equipe da WCS acredita que a felina contraiu a doença de um funcionário do zoológico, que não apresentou sintomas pelo vírus durante a transmissão. Outros felinos, como guepardos, leopardos e pumas, também foram testados, mas não apresentam sinais da doença, porém, estão em isolamentos preventivos “para impedir a exposição adicional”.

Em nota, os veterinários afirmaram que há a necessidade de um acompanhamento pelo fato de ser um caso isolado: “Não se sabe como essa doença se desenvolverá em grandes felinos, já que diferentes espécies podem reagir de maneira diferente a novas infecções, mas continuaremos a monitorá-las de perto e a antecipar recuperações completas”.