Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Desventuras / Arqueologia

Broche medieval com raras inscrições é encontrado na Inglaterra

Segundo especialistas, o artefato de ouro conta com frases em latim e hebraico que misturam elementos da magia e da religião

Redação Publicado em 21/02/2022, às 22h00

Imagens do broche encontrado no Reino Unido - Divulgação/ Salisbury and South Wiltshire Museum
Imagens do broche encontrado no Reino Unido - Divulgação/ Salisbury and South Wiltshire Museum

Enquanto explorava a região de Wiltshire, no Reino Unido, um detector de metais fez uma descoberta impressionante. Conforme artigo publicado pelo Portable Antiquities Scheme, via Live Science, trata-se de um inusitado broche de ouro medieval.

Datado de algum período entre 1150 e 1400 d.C., o artefato conta com inscrições em latim e hebraico. Nesse sentido, de acordo com Sophie Hawke, a autora do artigo, o broche pode ter misturado magia e religião para proteger seu usuário contra doenças ou até mesmo eventos sobrenaturais.

Em latim, é possível ler a frase "Ave Maria cheia de graça o senhor/ é convosco/ bendita sois vós entre as mulheres/ e bendito é o fruto do vosso ventre. Amém" inscrita no broche. Enquanto isso, as iniciais hebraicas para "AGLA" também foram cravadas na peça, representando a frase "Tu és poderoso para sempre, ó Senhor".

Em entrevista à Live Science, o professor de estudos religiosos Richard Kieckhefer, da Northwestern University, afirmou que a frase em hebraico era uma "figura proeminente na magia medieval", enquanto a outra reza é bastante comum em orações religiosas.

"O que eu gostaria de enfatizar é que esse tipo de combinação de 'religião' e 'magia' não é incomum", narrou Kieckhefer. Segundo o especialista, a mistura entre fé e magia poderia representar algum tipo de poder especial para o criador do broche.

De acordo com Frank Klaassen, professor de história da Universidade de Saskatchewan, as iniciais para "AGLA" eram "muito comumente usadas em magia, desde a alta magia ritual até amuletos e amuletos protetores". “É um dos muitos nomes divinos ou palavras de poder comuns nas tradições medievais”, explicou o especialista.

Acredita-se, então, que "usar citações bíblicas como essa às vezes era feito como forma de proteger uma pessoa contra o infortúnio" — como o fogo, a morte súbita ou até mesmo forças sobrenaturais, como demônios — conforme narrou Catherine Rider, professora de história medieval na Universidade de Exeter, no Reino Unido.

Ainda mais, de acordo com Karen Jolly, professora de história da Universidade do Havaí em Manoa, o broche pode ter pertencido a uma mulher. Com seu "tamanho pequeno, embora elegante, acho que foi usado em roupas femininas de algum tecido leve", narrou a especialista, pontuando que a peça pode ter sido usada para proteger uma gravidez.

Agora, ainda segundo informações da Live Science, o artefato medieval está passando pela Lei do Tesouro. Exigido pela Lei Britânica, o processo irá decidir qual o destino final do broche e, dessa forma, ele poderá ser encaminhado para um museu local.


Hstórias curiosas...

Momentos que marcaram a história são contados no podcast 'Desventuras na História', narrado pelo professor de História Vítor Soares, dono do podcast 'História em Meia Hora'. No capítulo, revelamos a história de 10 coisas criadas durante a Segunda Guerra. 

Abaixo, você confere o episódio "Itens que só existem por causa da Segunda Guerra":