Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Imigrantes

Autoridades identificam menores de idade entre vítimas de caminhão encontrado com corpos

Entre os mortos, havia imigrantes do México, Guatemala e Honduras

Redação Publicado em 29/06/2022, às 12h06

Caminhão foi encontrado em San Antonio, a 250 km da fronteira com o México - Divulgação/TV Globo
Caminhão foi encontrado em San Antonio, a 250 km da fronteira com o México - Divulgação/TV Globo

A polícia do Texas encontrou 62 pessoas presas dentro de uma carreta de um caminhão abandonado na cidade de San Antonio, cidade da zona centro-sul do Estado. Dentre as 62 pessoas, 46 foram encontradas mortas no local — e outras 5 morreram após o resgate, somando um total de 51 mortos até o momento.

As autoridades estadunidenses conseguiram identificar, até a manhã desta quarta-feira, 29, 31 dos 51 mortos no caso. Ao contrário do que os bombeiros esperavam, há menores de idade entre os mortos, tendo sido identificadas duas irmãs guatemaltecas de 16 e 17 anos.

Além das irmãs, outras cinco pessoas da Guatemala foram identificadas mortas no caso. Ainda foi confirmada a presença de 22 pessoas mexicanas e dois hondurenhos, entre os mortos, como informado pelo O Antagonista.

Imagem de caminhão encontrado com 46 imigrantes mortos dentro
Imagem de caminhão encontrado com 46 imigrantes mortos dentro / Getty Images

De acordo com as autoridades que encontraram o caminhão abandonado, a temperatura média no interior da carreta era de cerca de 39 ºC, sem que as pessoas ali dentro tivessem acesso a água ou refrigeração. Sugere-se pela imprensa estadunidense que as vítimas tenham sido levadas aos Estados Unidos por comboios ilegais dos coiotes — pessoas que atravessam ilegalmente a fronteira entre os EUA e o México.

Culpa de quem?

Após a revelação do caso, o governador republicano do Texas, Greg Abbott, chegou a culpar Joe Biden — atual presidente dos EUA — pelo número de mortos. Segundo ele, a culpa se dá por conta da "política mortal" de fronteiras abertas adotada pelo democrata.

Essas mortes são culpa de Biden. São resultado de sua política mortal de fronteiras abertas. Elas evidenciam as consequências mortais de sua recusa em fazer cumprir a lei", escreveu Greg Abbott em sua conta oficial do Twitter.

A cidade de San Antonio se encontra a apenas 250 km de distância da fronteira entre os EUA e o México. Até o momento, três pessoas foram detidas sob suspeita de envolvimento no caso.