Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arte

Basquiat: Museu de Orlando desiste do processo contra falsificadores de telas do pintor

Em uma exposição realizada em 2022, algumas pinturas foram retiradas pelo FBI sob a alegação de serem falsas e culpados confessaram

Isabelly de Lima Publicado em 22/01/2024, às 08h56

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Obra 'Skull' (esq.) e o pintor Jean-Michel Basquiat (dir.) - Wikimedia Commons, sob licença Creative Commons
Obra 'Skull' (esq.) e o pintor Jean-Michel Basquiat (dir.) - Wikimedia Commons, sob licença Creative Commons

O Museu de Arte de Orlando, nos Estados Unidos, anunciou a retirada de seu processo contra cinco coproprietários de telas falsas apresentadas como obras de Jean-Michel Basquiat durante uma exposição em 2022. A decisão mostra um novo capítulo na polêmica que envolveu a instituição e as obras forjadas.

O presidente do conselho do museu, Mark Elliot, explicou a decisão, destacando esforços para reduzir os custos legais da instituição. Elliot afirmou que o foco agora será processar o ex-diretor do museu, Aaron De Groft, a quem responsabiliza pela escolha das obras fraudulentas, segundo a Folha de S. Paulo.

A exposição teve um desfecho abrupto em junho de 2022, quando a Equipe de Crimes Artísticos do FBI apreendeu as telas das paredes do museu. Posteriormente, um leiloeiro de Los Angeles confessou ter falsificado as pinturas em colaboração com um associado.

Processo "mesquinho"

A ação movida em agosto pelo museu buscava uma indenização não especificada por fraude e conspiração. O processo focava nos coproprietários das obras. Em resposta, De Groft criticou o museu, considerando a perseguição a uma pessoa inocente como "patética" e caracterizando o processo como "frívolo e mesquinho".

Jean-Michel Basquiat foi um pintor e grafiteiro americano, nascido em 1960 e falecido em 1988. Sua breve, mas impactante carreira artística emergiu no cenário urbano de Nova York durante os anos de 1980. Basquiat, conhecido por sua estética neoexpressionista, incorporava símbolos, palavras e imagens abstratas em suas obras, refletindo sua experiência na cultura afro-americana e críticas sociais.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!