Notícias » Israel

Casas de 7.000 anos, feitas de barro, são encontradas em Israel

Construções antigas revelam que nativos antigos tiveram alto domínio a respeito da conservação dos frágeis blocos

Caio Tortamano Publicado em 12/02/2020, às 14h48

Construções encontradas em Israel
Construções encontradas em Israel - Divulgação/ Plos One

No vale do Jordão, em Israel, foram encontradas casas de 7.200 anos feitas, essencialmente, de tijolos de lama seca. A descoberta feita pelo Instituto de Arqueologia Zinma, da Universidade de Haifa, foi publicada na revista científica Plos One, e as construções deveriam servir como residências e armazenamento de comidas em Tel Tsaf (cidade antiga de Israel).

O barro, em teoria, deveria se dissolver com a chuva, então os nativos tiveram de desenvolver técnicas de conservação e manutenção suficientemente sofisticadas, e isso que impressionou os estudiosos. Um dos pesquisados, Danny Rosenberg, afirmou: “Fato é que os edifícios sobreviveram, Achamos que os tijolos não foram colados com cal, mas sim com gesso de lama e vários aditivos.”.

Escavações de pesquisadores / Crédito: Divulgação/ Plos One

 

A conservação desses prédios ocorreu graças ao ambiente, quando sedimentos caíam na região. Desde que as escavações mais recentes ocorreram, boa parte dos tijolos foi afetada por ventos e chuvas, revelando a fragilidade dos elementos.

O barro foi utilizado por essa civilização por um motivo muito simples, era a matéria-prima mais resistente que havia na região. Havia poucas rochas pela área do vale do Jordão, e a lama era retirada, possivelmente, do fundo do antigo lado Lisan.