Notícias » Suíça

Centenas de britânicos desaparecem de estação de esqui na Suíça

Mais de 400 pessoas que deveriam ficar de quarentena na Suíça desapareceram, se recusando a cumprir a medida determinada pelas autoridades

Giovanna Gomes Publicado em 28/12/2020, às 10h53

Cantão de Valais, na Suíça
Cantão de Valais, na Suíça - Wikimedia Commons

Centenas de britânicos que deveriam ficar em quarentena desapareceram da estação de esqui suíça de Verbier. Segundo informações dadas pelas autoridades do município de Bagnes, localizada no cantão de Valais, os turistas deveriam ficar em isolamento, conforme fora determinado pelas autoridades governamentais devido à mutação do coronavírus recentemente descoberta no Reino Unido.

Conforme informou à DPA o porta-voz de Bagnes, Jean-Marc Sandoz, ao todo, foram identificados 420 hóspedes britânicos no local. Destes, cerca de 50 saíram assim que estabelecida a medida. Dos 370 restantes, menos de uma dezena ainda se encontrava na cidade neste domingo, 27. 

“Compreendemos a raiva deles”, afirmou Sandoz. Ele declarou que os hoteleiros descobriram a fuga quando perceberam que as bandejas do café da manhã deixadas nas portas dos quartos não haviam sido tocadas.

O porta-voz ainda criticou a introdução precipitada de medidas de quarentena para pessoas que chegam do Reino Unido. “Famílias com crianças pequenas de repente ficaram presas em espaços de 20 metros quadrados“, ressaltou. “Era insuportável”.

A Suíça interrompeu todos os voos do Reino Unido em 20 de dezembro temendo a nova variante de coronavírus descoberta no país, a qual é mais transmissível.

Assim, em 21 de dezembro, as autoridades determinaram que todas as pessoas que tivessem chegado ao país desde 14 de dezembro seriam colocadas em quarentena retroativamente por 10 dias a partir de sua data de chegada.